A carregar...

Estado da Nação: As motivações do Presidente - Celso Malavoloneke

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Luanda - Perante caso tão insólito,  não há como fugir à questão: Porque é que o PR fez isso? É que tanta é a chatice que isso podia causar, e sendo JES um político conhecido por nunca dar ponto sem nó, não tem como. Há que ir atrás desta resposta.

Fonte: SA

PR correu o risco de uma acção de boicote em bloco

O PR correu um risco enorme. Fosse a Oposição mais organizada e menos amadora, e partisse para uma acção de boicote em bloco, sobretudo se a isso aliassem uma campanha de informação à opinião pública nacional e internacional dos motivos deste boicote, ele ficaria reduzido a duas alternativas: ou avançava com o plano de não falar e teria uma sala com a Oposição ausente – o que depois do boicote à investidura fragilizaria sobremaneira a sua posição como líder eleito – ou teria que recuar, o que o fragilizaria internamente.

Para isso, bastava à Oposição trabalhar dia e noite na quinta, na sexta e no fim-de-semana. Mesmo com o boicote já conhecido da media pública, a media privada e os semanários, assim como as redes sociais fariam o trabalho.

Para isso, a Oposição teria que vazar a informação dos planos do Presidente de não falar ainda na quinta-feira à noite. Talvez mesmo uma conferência de imprensa de emergência na quinta, para dar aos semanários de fim- -de-semana tempo para «mastigar a informação». A Oposição não teve peito para esta pedalada e, como a sorte protege os audazes, José Eduardo dos Santos safou-se, levando a água ao seu moinho.

Livrou-se mesmo do incómodo de se apresentar – já que não falou – para uma sala meio vazia, perante os olhares dos convidados. Porém, na hora da verdade, a Oposição borrou-se nas calças, simulou uma de sair da sala de kaxêxe para lá voltar cabisbaixa, com o rabinho entre as pernas…

Mas então porque é que JES teria corrido tamanho risco, perfeitamente evitável com umas poucas palavras de circunstância que fossem, introduzindo o famoso discurso, ou ainda apenas desejando sucessos aos deputados, ou outra trivialidade qualquer?

Analistas e várias fontes convergem que o motivo de base é que JES não gostou – nem um poucochinho – da «atrevidice» da UNITA, CASA-CE e PRS em se fazerem ausentes da cerimónia da sua investidura. Isso o terá tocado profundamente, a ponto de fazer uma coisa que poucas vezes acontece: tirá-lo do sério. Vai daí, no jeito frio e leonino que lhe é peculiar, terá tomado no seu íntimo a decisão de dar o troco.

Com pouca ou quase nenhuma recorrência aos numerosos assessores «como sempre faz quando fica bravo» , comoconfidenciou um colaborador próximo, gizaria ele mesmo a estratégia que visaria «enfiar pelas goelas abaixo» da Oposição o mesmo discurso que eles tinham tão ostensivamente ignorado. Essa estratégia foi o que se viu depois: disse à última hora que não falaria, ciente das debilidades da Oposição – que nem teve como interpor uma reclamação com efeitos suspensivos que adiasse a cerimónia.

E assim transformou o discurso de investidura na «mensagem do Estado da Nação» e, por via disso, num documento de estudo obrigatório também para a Oposição. Atento ao provável argumento de inconstitucionalidade do acto, lá foi orientando «Manuel Rabelais e sus muchacos» para disseminarem o facto de que a Constituição não diz que o Presidente deve «falar», mas sim que deve «endereçar ao país uma mensagem sobre o Estado da Nação».

Mensagem que pode ser escrita também.  E que não valia a pena fazer outra mensagem quando já havia uma bem recente. E por aí adiante, de quinta a segunda-feira era vê-los ao corrupio, ora na TPA, ora na RNA, ora nos arredores destes.

Venha-se e convenha-se , tudo indica que JES conseguiu a sua «vingança». A Oposição poucas vezes foi tão humilhada. Ditos grandes constitucionalistas, como a novel deputada pela UNITA Mihaella Webba, terão aprendido da forma mais amarga que uma coisa é ir às rádios e escrever em blogues atoardas como «nem há água potável no Palácio Presidencial » e outra bem diferente é fazer política real. Tão humilhada que o próprio chefe da bancada da UNITA preferiu descarregar a sua frustração em pacatos cidadãos – veja caixa – como se fossem estes os responsáveis pelo tremendo capote que levaram. Até aqui, tudo bem.

Mas o preço a pagar pela Nação para que o PR desse a sua «lição» à Oposição é que é extremamente preocupante, para dizer o mínimo. Pois, abriu-se um precedente de contornos perigosos para a nossa nascente democracia.

Assim, a partir de agora, ao Presidente da República caberá decidir se endereça a mensagem ao País sobre o Estado da Nação através de um discurso à altura da dignidade do evento constitucional, ou através de um bilhetinho, um poema, uma canção ou peça de teatro – que também são formas de transmitir «mensagens». O exagero é propositado.

E nisso tudo nem o Parlamento, enquanto poder legislativo e ainda por cima hospedeiro do evento nem o Tribunal Constitucional, enquanto instância máxima do poder judicial seriam tidos ou achados. O Executivo diz que é assim e assado e os outros poderes dançam a sua música. Ora, isso não é bom para o equilíbrio que se quer num Estado democrático e de direito. Porque, se a moda dos bilhetinhos pega…






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

+1 Muangolé 22-10-2012 00:04 #22
Afinal o parlamento só pertence a oposição? È lamentável e hidionda a atitude de JES e seus comparsas. E tudo começa assim........co loca Manuel Vicente a vice presidente da república forçosamente para o esvaziar o poder e influencia financeira e coloca no seu lugar o seu filho como responsável máximo no fundo do petróleo e não fala para o povo que o elegeu...dar troco....ao povo ou ao parlamento..... .quem são os parlamentares? Dar troco aos parlamentares significa dar troco ao povo que o elegeu...cuspir no prato em comeu....o que será em 2017?
+1 Grupos de Pressao 21-10-2012 13:32 #21
"Mano política não é assim. Os «deepootados» do »M» vão se digladiar internamente, mas não faria sentido tomarem acção contra o Presidente do seu partido, estando estes do lado de JES" - Por Celso Malavoloneke no FB.
Entao pergunta-se ao Celso: se JES decidir mandar o Parlamento votar na presença dele, ali e agora, uma lei que impoe a supremacia de uma tribo angolana sobre outra os parlamentares do MPLA vão ter que apoiar isso? Afinal os parlamentares fazem juramento para defender os seus constituintes (ou seja os cidadaos que neles votaram) ou para defender o PR????!!!! Quando intelectuais como o Celso teem posturas destas entao Angola esta mesmo perdida! Caramba! Oh Celso va ler o texto do juramento dos deputados e veja se nesse texto a vontade do PR sobrepoe-se aos interesses da Nacao, ou as Normas da CRA! Angola nao vai sair das trevas enquanto os parlamentares, pessoas de bem do MPLA nao votarem de acordo com a sua consciencia mas sim de acordo com a vontade do chefe! A oposicao para alem de serem poucos estao de maos atadas. A salvacao de Angola tem de vir tambem dos 'parlamentares- pessoas-de-bem do MPLA, se é que ainda existem! E voce Celso tem q voltar tambem a sua atencao para estas pessoas e nao ficar ai criticando toda hora o elo mais fraco que é a oposicao. Para isso bastam os lambebotas JPinto, JRibeiro e os dos CAPs. Nao precisamos intelectuais isentos a fazer o mesmo! Ou sera que voce nao é isento e so sabe bater no ceguinho por um lado e lamber a bota do chefe por outro? Nao seja cobarde homem! Aprenda com os exemplos do Ganga, do Fernando Macedo ou do Reginaldo, esses sim, pessoas de respeito por serem isentas!
0 Rancor e Ignorancia 21-10-2012 12:50 #20
Se é verdade que JES não falou para se vingar da "«atrevidice» da UNITA, CASA-CE e PRS que estiveram ausentes na sua investidura", entao temos que concluir que nao estamos perante um Estadista mas sim perante um velho mesquinho, caprichoso e tao burro que confunde a Nacao inteira com o minusculo Parlamento. JES mostrou que nao sabe que o Parlamento nao pertence a oposicao mas sim a Nacao inteira. Se ele de facto "tomou no seu íntimo a decisão de dar o troco" nao foi a oposicao que ele ofendeu mas sim aos Angolanos em geral e principalmente aos que votaram no MPLA, porque o MPLA é o que mais representantes tem no Parlamento. Ou seja: para se vingar do Abel, do Sama e do Miau o PR esbofeteou os cidadaos Angolanos TODOS, de Cabinda ao Cunene do mar ao leste! A ser assim estamos perante um ser rancoroso e vil que por causa da sua grande estupidez e ignorancia de que a casa das leis é de todos, esfregou o seu odio e rancor na cara de todos para se vingar de uns tantos! Nunca se viu, no mundo, um Estadista mostrar tanto desprezo pelo seu proprio Povo!
0 Mente Brilhante 21-10-2012 12:26 #19
Mas quando é que o iluminado Celso vai aprender a dirigir as suas baterias para a inercia da massa militante do MPLA e aos deputados deste partido que ficam de bracos cruzados diante das violacoes a CRA e das injusticas sociais? Facil bater no elo mais fraco da cadeia que é a oposicao, nao é Celso? A sua mente tao brilhante ainda nao se deu conta de que enquanto as pessoas de bem q estao na bancada do MPLA nao aprenderem a agir de acordo com a sua propria consciencia o Pais nao vai mudar porque a oposicao esta de maos atadas? Acorde homem. Voce é burro ou faz-se? Ah ... e outra coisa: pare de atacar a brilhantissima Doutora Mihaela. Nao ve que ela nunca fala de si? Talvez ela pense (e bem) que nao vale a pena "bater num cao morto" e por isso ela despreza os ataques que voce volta e meia lhe dirige, Guarde o seu despeito e inveja para si. Ja todos sabemos que o Celso morre de INVEJA da mente brihante da jovem Webba!
+1 londrino 21-10-2012 02:09 #18
JES ja dominou o seu partido MPLA por isso que os membros do BP so sabem bater palmas e dizer sim chefe mesmo sabendo que ele"JES" esta a violar a lei da Constituicao do pais, coisa doida.
+2 Poya Cayayo 21-10-2012 00:14 #17
Mas isto é um presidente, oou um "MENINO MIMADO". E muito mau mimado...sabe o pork disto? É a ditadura k lhe corre pelas veias, sente-se à cima de tudo e todos.
+2 Manuel 20-10-2012 23:12 #16
O Celso também quer uma casa no Kilamba, deve estar furioso por seu nome nao constar na lista dos beneficiarios, esta a tentar a sua sorte.
0 Celso Contreiras 20-10-2012 22:45 #15
ANTES: acariciando a esperança de ver seu nome numa lista [nem que fosse a lista da delta imobiliária] o tio Celso saltitava euforico, abanando a cauda, arrebitando as orelhinhas e esticando afoitamente a linguazinha na direçcao das botas opressoras dos Angolanos.
DEPOIS: como entretanto o seu nome nao saiu em lista nenhuma (do parlamento, do governo, da delta imobiliária, enfim qualquer lista), muito furioso o tio Celso agora vem dar uma de analista isento e coerente.
CONCLUSAO: Afinal andam por ai muitos Carlos Contreiras embarrados. Se o patetico presidente do PREA nao cancelasse a sua manifestacao de um só homem, provavelmente iam aparecer duas pessoas no Primeiro de Maio - ele próprio Contreiras na companhia do ... tio Celso, para ambos protestarem por terem vendido a alma para nada.
CONSELHO: Tenha calma, Tio Celso. Mesmo que seu nome não conste da lista da delta imobiliária, saiba que ainda sobraram uns fogos no Kilamba. Como o Tio ja não convence mesmo a ninguem, entao ... perdido por um ... perdido por mil! Volte só a primeira forma e continue lambendo bota para ver se ainda lhe compensam o sacrificio de um dia ter vendido a sua alma [intelectual] ao Diabo.
0 Setas António 20-10-2012 20:01 #14
É a terceira erz qu ponho esta porcaria aqui. Desaparece por ser porcaria? NMão estou d'acordo, a porcaria é minha! Deixem ficar....

Ao ler o magnífico texto do meu amigo, emérito sofista, Celso Malavoloneke, tive como que a impressão de estar perante uma descrição de conflito pós-eleitoral depois de uma eleição para a presidência da Associação dos Estudantes de Angola, entre putos de 15-17 anos. O presidente eleito pelos putos não colhe reconhecimento dos vencidos, estes fazem um manguitu ao presidente e não vão à sua tomada de posse, o presidente diz para os seus botões, «Ai é assim, vou f...-los», chegado o dia de ele ter que fazer o seu obrigatório discurso de abertura do ano académico, altivamente recusa fazê-lo e distribui papelinhos com o texto que ele tinha debitado por encomenda no acto de posse!!!... «Engulam»!
Celso, isso não pode ser, o nosso presidente não tem tão baixo nível! Cuidado.
Mas, se o presidente se visse diante da apresentada pelo Celso como sendo uma situação catastrófica de boicote da oposição, aí sairiam da sua pluma (do Celso) o que ele sempre escreveu em situações semelhantes e perguntaria, indignado, por que razão estamos a pagar a esses senhores se eles se esquivam a fazer o trabalho que lhes foi dado a fazer, ou seja, participar na governação e não vira-lhe as costas?
Portanto, a oposição tem culpa por ser cão e culpa por não ser, pois o que vemos é que nestes dois casos de figura o presidente tem sempre razão, CQFD (Como se queria forçosamente demonstrar).
+1 mandefo mutaleno 20-10-2012 15:06 #13
o mpla começou com a guerra em angola violando os acordos de alvor o mpla nunca sera democratico escrevam isso. essa guerra q mato e mutilo mtos angolanos e pois os jovens a serem taxistas, roboteiros, zungueiros, gatunos, violadores, assassinos etc... foi o mpla quem a começou so q o sr savimbi tambem nao teve calma fez o q neto traidor queria e la guerra começo de 1975 a n2002 estes partidos unita e mpla devem pedir perdao ao povo vandalos. o portugues e uma lingua q me foi imposta
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL