A carregar...

Carta aberta ao governador provincial de Luanda – munícipes do Cacuaco

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

A Sua Excelência
Senhor Governador de Luanda


C/C Sra. Administradora de Cacuaco

Assunto: Reclamação Sobre o mau estado das vias

Luanda, 30 Novembro de 2012

Exmos Senhores,
As nossas cordiais saudações.

Nós moradores do bairro Dala Mulemba/ comuna do kikolo/município de Cacuaco, vimos através de este expressar o nosso descontentamento face às condições precárias de saneamento básico que vivemos neste bairro, sobretudo neste período chuvoso. Mas esta situação agravou-se desde Julho deste ano, isto é, antes das eleições uma empresa chinesa, abriu buracos na única estrada que os moradores utilizavam para se deslocarem seja para cidade ou para outros cantos. Acreditamos que esta obra é do conhecimento da administradora de Cacuaco e do Sr. Governador Provincial, segundo o placar que esta fixado no inicio da estrada, ora interdita, com seguintes dizeres: obra a cargo da Empresa Chinesa de Construção e Obras Publica (AN-ZHONG), empresa Fiscalizadora: ENGIFISC, dono da obra: Minuc e GPL, mais agravante não há prazos para o fim da obra.

Passado quatro meses desde que cavaram e deixaram a via fechada, ninguém aparece para se pronunciar acerca da paralisação da obra. Isto mostra a falta de respeito que essas empresas e com conivência das autoridades locais não têm respeito pelos cidadãos.

Num pais de direito essa empresa deveria pagar pelos danos matérias que estão a causar aos moradores dos Bairros Dala Mulemba, Sucanor, bairro Uige e Fabimor e arredores.

O mais agravante, não existe nenhuma alternativa para os moradores usarem, as duas únicas alternativas (as vias terciária que passam atrás da Cimangol, e a outra que passa de fronte a GDK –Terminal de abastecimento de combustíveis a camiões) estão em péssimas condições, a via que passa atrás da Cimangol para alem de estar cheio de buracos e o terreno fértil para meliantes, naquele troco ha sempre assaltos a viaturas, e no troco que passa na GDK é um outro calvário, a mesma não é segura para uma circulação rodoviária com camiões contemporizada a usarem a mesma via, com maiores probabilidade de ocorrer um acidente naquele troço a qualquer altura.

Temos a impressão de que administradora de Cacuaco não é sensível a essas situações e deve acha-las normal.

Agastado com a situação os moradores fizeram uma reclamação junto da TV Zimbo. E como os nossos governadores gostam dar o Show como se diz na gíria (Gostam aparecer como a mana madó), la apareceu a administradora de Cacuaco a justificar o injustificável, promessas e mais promessas como é o habito dos camaradas, até este preciso momento, nada a via continua fechada.

Até quando vamos continuar a viver neste sofrimento? Até quando os governantes vão aprender a respeitar os cidadãos? Mais quanto tempo vamos esperar para ver resolvido os problemas mais básicos?

Todas as declarações que sua excelência Sr governador de Luanda, Bento Bento; que ele fez após as eleições apontavam para um relacionamento saudável entre dirigentes e cidadãos, mais na pratica parece que as mesmas soaram como se fosse, declarações de divorcio. Parece que cada vez mais há um murro de Berlim a separar-nos. Desta maneira como é que pedem a colaboração dos moradores se não existe nenhum espaço nas administrações para reclamações? Se os administradores nunca fazem visitas aos bairros mais críticos dos municípios que dirigem? Estamos falando concretamente de Cacuaco.

Por isso, Sr. Governador, pedimos a sua intervenção no sentido de reparar ou pelo menos tapar os buracos na via que sai do triangulo da Tecnocarro ate a Soares da Costa.

Lembramos que, esta via antes dos chineses fazerem buracos e interditarem – na, ainda circulava-se com maior ou menor dificuldade.

Por outro lado, antes desta destruição feito pelos chineses nesta via, a mesma beneficiava sempre de alguns paliativos feitos pela Construtora Soares da Costa. Porque é que o governo provincial, não tendo verbas suficientes, para uma completa recuperação não solicitou SC a fazer o mesmo paliativos? Afinal os maiores beneficiários são também as empresas que estão nos arredores daqueles bairros. Onde esta a responsabilidade social das empresas em relação as comunidade onde elas estão fixadas?

Citamos aqui as palavras do Sr. Governador de Luanda, pronunciada dia 11 de Novembro de 2012, publicado no Angop.

“A aposta de transformar a cidade de Luanda num espaço bom para se viver foi hoje, domingo, reiterado pelo governador Bento Sebastião Francisco Bento no final da cerimónia de entrega de kits profissionais para cooperativas e meios de locomoção a pessoas portadoras de deficiência.

De acordo com o dirigente em declarações à imprensa, a aposta vai para o melhoramento do abastecimento de água potável, fornecimento de energia eléctrica e saneamento básico.

A melhoria da circulação rodoviária, com destaque para o interior de bairros, criação de mercados, melhoria de condições de habitabilidade, áreas de lazer, de entre outros projectos, foi apontada igualmente por Bento Bento como prioritárias do seu executivo.

Como disse, a qualidade de vida da população tem aumentado consideravelmente desde a independência do país, sendo que actualmente as pessoas têm obtido bons rendimentos económicos, por isso, devem continuar a trabalhar com o objectivo de elevarem a sua produção laboral e ajudar o processo de desenvolvimento da província.
Por isto, exortou aos citadinos no sentido de exercerem com zelo o seu dever de cidadania e patriotismo sempre que forem chamados para contribuir no crescimento do país.

“Todos nós temos o dever de contribuir para o crescimento do país e do bem-estar da população, com responsabilidade e sentido patriota”, reforçou.

Contudo, queremos apenas dizer que, não basta falar é preciso começar agir no terreno.
Algumas sugestões:

1. Qualquer projecto ou plano deve ser avaliado, ou seja, o governo provincial deveria fazer balanço dos seus projectos de habito social a nível de cada município se foram ou não implementado, se satisfez ou não os destinatários. Mas esse balanço não deve ser apena uma mera estatística. Deve contar com a participação dos munícipes. 

2. É preciso responsabilizar as empresas que estão, sediadas nos municípios no sentido de participarem na melhoria do saneamento básico, na recuperação das vias terciárias dos bairros como parte da sua responsabilidade social nas comunidades. Isto acontece em qualquer parte do mundo.    

Os moradores dos bairros Dala Mulemba / Sucanor, B.Uige, Fabimor.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 Adriano Martins 17-03-2013 17:32 #27
Sr. Governador,
os meus cumprimentos,
Mande fazer um estudo da necessidade de se fazer uma via nova desda a estação do Gamek, Via Rádio nacional ,Rocolixo e via das antigas pedrieiras, ligando á auto-estrada, e outra alternativa, Bananeiras,
Fábrica da Pólvora, Kikolo.
Senhor Gonernador, todo o mundo ficava-lhe agradecido, podemos contar com este seu apoio.? obrigado
17-03-2013
+1 Ngabuila. 12-03-2013 13:27 #26
O Mpla,é um partido irracional,pela sua açcoes,vem se logo idiotas.
0 João Kalunga 12-12-2012 10:49 #25
O meu comterraneo Bengue Jorge fala todos os dias e nada faz,as estradas estao todas esburacadas nao tem nenhum sinal nem vertical nem horizontal,nao se ve nenhum policia a ordenar o transito,do bairro uige ao porto de luanda demora-se 4 horas.esta mal-mal.
0 ze do Kindeji/nzeto 10-12-2012 18:47 #24
votem mais no mp estes sao os vossos presetes na melhor distribuiçao.
eu ate ja nao falo olho omeu povo anbrizetanos asofrerem.
0 Kyenda Nyoka 09-12-2012 22:04 #23
Não pensem que Bento Bento é alguém com sensibilidade humana para resolver os problemas que Luanda vive. Quem aplaude JES é outro diabo na superfície de terra que se chama Angola.Se não pensar em organizar maratonas de cucas e nocais para vos embebedarem. não pensem na terraplanagem daquelas vias. Luanda toda ela vive os mesmos problemas. Eles não utilizam as mesmas vias porque se preocuparem. Resignemo-nos com a famosa frase: «vamos fazer como então».
0 Joana 08-12-2012 14:44 #22
Xtou de boca...Há!há!há !...isto é que é ou quê!!!!!
0 Pantera-Negra 08-12-2012 08:03 #21
Vão aos Mulenvos de Cima, passando pela Área Operacional do Gamek, Pedrinhas até ao Aterro Sanitário da Elisal...

Vão ao Km 12 A, vulgo coelho, passando pela JLCP, Sol dourado e arredores... só para citar essas áreas que revelam a elevada incompetência desse tal Executivo.

Haja paciência.
0 Eleitor 08-12-2012 05:21 #20
Venham ver a entrada do bairro Jardins do Eden. Só sao 1500m mas estamos assim a mais de 2 anos. E uma desgraça estes dirigentes de mer.......Fora. ......
0 londrino 08-12-2012 01:29 #19
desde quando e que este analfabeto do Bento Bento teve tempo pra ler as cartas aberta que sao enviados pra ele pelo pobres em Angola, imagino que ele primeiro vai mandar a secretaria fazer a traducao pra ele depois vai logo mandar a carta aberta pro lixo.
+1 Kwenha Kwa Ngungu 07-12-2012 22:58 #18
A RESPOSTA SERÁ MAIS OU MENOS ASSIM(SE RESPODER, O QUE DUVIDO):
Bem camaradas munícipes, nós, quer dizer, o cda coiso, disse que agora ainda não disse ainda nada coiso que ele disse que quando veio afinal não encontrou que a estrada que estava afinal não está.tomamos boa nota então amanhã não irá ai nenhuma equipa avaliar os dados que voces provocaram ao colocarem lixo nas estrads que dificulta a circulação da água pluviometrica das chuvas que se abateram sobre Luanda.entender am cdas?bem muitoobrigado fica calmos, no próximo ano de são nunca irei ai, está bem? querem pinchos?querem cucas?então irei mandar.tchau.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL