A carregar...

Centenas de desalojados após novas demolições em Angola

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Luanda - Em Angola as autoridades continuam a demolir casas. Na madrugada de 1 de fevereiro foi a vez de 452 habitações clandestinas em Cacuaco na Província de Luanda. Centenas de moradores ficaram sem abrigo.

Fonte: DW

O exército e a polícia municipal chegaram de madrugada e retiraram os locais dasa suas casas de lata para iniciarem a demolição do bairro ilegal, construído em terrenos camarários, em Cacuaco. Os habitantes, agora desalojados, encontram-se abandonados à sua sorte em terrenos baldios. A Administração Municipal de Cacuaco não tem um plano para socorrer as pessoas.

 

Rafael Morais, da SOS Habitat Luanda, instituição que zela pelo cumprimento dos direitos humanos relacionadas com a habitação, denuncia a situação vivida no bairro: ”Eu acho que é mais uma vez a violação dos direitos humanos relacionado com a habitação em Angola”. Morais conta que se deslocou ao local onde encontrou “um cenário com muita gente ao relento”. É com alguma indignação que o ativista conta que a Administradora Municipal de Cacuaco, interpelada por causa desta situação, lhe respondeu “com alguma arrogância”que, se a SOS Habitat tivesse casas para distribuir, ela ajudaria a fazê-lo: “Como se as casas fossem alguma bagagem que SOS Habitat traz no carro, prontas para distribuir ali”.


Habitantes indefesos


A construção de habitações ilegais em reservas fundiárias pertencentes ao Estado angolano, ou seja, terrenos preparados para o ordenamento e a urbanização, foi o motivo das demolições de dia 1 de fevereiro. As forças armadas, a polícia de intervenção rápida e três helicópteros policiais, chegaram de surpresa ao bairro, evacuando e destruindo as casas.

Rafel Morais realça que “Não houve nenhuma resistência dos populares”. Tendo em conta o aparato militar, que, a seu ver, mais se assemelhava “a uma ação intimidatória como se fosse em tempo de guerra”, as pessoas, indefesas, não puderam agir: ”Portanto, é o crime que se tem vivido em Angola”, diz o ativista que explica ainda: “As pessoas estão a ocupar (os terrenos), porque elas necessitam de habitação. Por isso, conclui, “O governo provincial de Luanda é um dos incentivadores de ocupações desse espaço. Porque quando a pessoa pede, a administração realmente não responde” e isso leva as pessoas a construir na ilegalidade.
Os planos de urbanização do estado


O responsável da associação SOS Habitat de Luanda acrescenta que, até agora, foi registada a morte de duas crianças, mas Rafael Morais admite que não poder afirmar que elas ocorreram na sequência da demolição. O ativista sublinha, no entanto, que os planos futuros para o terreno em causa ainda são uma incógnita. O mesmo se aplica ao destino dos desalojados: “Fui ao encontro da Administradora para perguntar o que vai acontecer lá e quais são as condições de habitabilidade criadas para as pessoas que ali se encontravam” Mas antes de poder chegar à responsável “fui repelido por um oficial das Forças Armadas.

Até agora não sabemos o que vai ser feito no local” A única informação que tem, acrescenta, é que o espaço é uma reserva fundiária do Estado: “e isso nos já sabemos, pois quase todo o país é reserva fundiária do Estado”.


A DW África entrou em contacto com a Administração Municipal do Cacuaco, mas não conseguiu obter nenhuma declaração oficial por parte dos responsáveis pela ação, que alegam que a demolição resultou de uma ordem enviada pelo Governo central em Luanda.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 Povo 12-02-2013 00:09 #12
Cá se fazem cá se pagam, quem faz bem colhe o bem que volta para ele, quem faz mal colherá o mal que faz aos outros

esperem para ver se não é essa a sementeira que a ditadura está a fazer e qual vai ser finalmente a sua colheita

Ou será que o povo angolano vai aguentar essa maldade toda eternamente?
-1 General Vietnam 11-02-2013 14:37 #11
Londrino, vem então começar a fazer a guerra civil...vem provar que tens os c.o.l.h.õ.es no sitio e vem então pegar numa Kalashinikov 47 e começar a guerra civil, ou será que a tua guerra civil será mais uma guerra cibernética via Club-K ou uma guerra civil com mortos, bombas, minas anti-tanques, tanques, PKM, mulheres a serem violadas em aldeias tomadas pelos guerrilheiros, granadas a delacerarem civis inocentes...que tipo de guerra civil tu queres? Cibernética ou real???...tu mandas muita boca... se o Savimbi foi derrotado és tu um f.e.d.elho que não sabe distinguir um disparo de uma PKM de uma AK-47...é que vai fazer guerra civil...vem que nós estamos a espera a tua guerra civil.
0 muana maza 11-02-2013 13:56 #10
Gavião escreva bem a palavra negro e não NEgro, preocupado para defender gatunos......ç. ......../
+2 Pior que Currais 10-02-2013 17:44 #9
Bernardo Teles porque nao vais resolver essa tua vendetta pessoal com o MARCOS NHUNGA em outras paragens? Aqui esta a tratar-se de um caso serio de violencia do Governo contra familias indefesas tratando Angolanos como se fossem animais atirados para currais, ao relento, sem parede e sem tecto, em condicoes que nem o colono tinha coragem de fazer. No entanto a ti tudo o que te preocupa sao as casas que o Marcos Nhunga tem ou deixa de ter? O que este Governo esta a fazer aos Angolanos nem ja o colono fazia. O Colono antes de desalojar construia currais, bairros sem luz, casas sem quintais, todas elas rachadas, mas ao menos tinha sempre lugar para colocar as pessoas. O MPLA nem isso consegue fazer. http://www.youtube.com/watch?v=glzUoTXsCsk
0 vivo 10-02-2013 05:25 #8
falta da sabedoria sao todos malucos
+1 londrino 09-02-2013 15:14 #7
eu quando digo que Angola precisa de uma guerra civil muitos aqui me criticam agora olhem pela forma que administradora do Munipio do Cacuaco respondeu ao activistas" se SOS Habitat tivesse casas pra distribuir, ela ajudaria a fazelo" agora voces meus manos perante esta arrogancia toda desta gente do MPLA sera que nos ainda temos mais outra solucao a nao ser uma guerra civil pra arrancarmos o principal culpado desta impunidade no pais"JES" ou voces acha que temos que esperar pra um dia os lideres da oposicao mudarem alguma coisa portanto a escolha e nossa e o futuro de Angola esta nas nossas maos o Obama nao vai ficar no poder pra sempre como o JES por isso acordem antes que seja tarde.
0 Bernardo Teles 09-02-2013 09:02 #6
Enquanto uns são desalojados,de casebres,dirige ntes que nem MARCOS NHUNGA,tem casas para mais de 8(oito)amantes e namoradas,eu sou criado dele,porque o serviço que presto,ninguém merece.Andar de noite a noite,de madrugada a madrugada,trans portar mercadoria,leva r dinheiro nas namoradas,técni cos chineses,para fazer obras nas casas delas,um dia destes vou entregar todas provas nas redes sociais,o meu filho vai me ajudar,porque eu entendo pouco destas novas tecnologias.Est e sr.nunca me respeitou,me ofende sempre,estou farto,já pensei mesmo lhe dar uma tocaia,ou pagar uns jovens para lhe apanhar na pensão do prenda,ali tem muitos becos,ou meter uma bomba no v8,quando entrar no carro aquilo vai explodir e acaba com todas as manias deste diabo.
+1 cacuaco 09-02-2013 07:34 #5
estamos todos constrangidos com esta cituacao. Vivi em cacuaco. e tenho me apercebido como este regime tem controlado tudo e toddos .e tudo uma porcaria esta administradora. nao tem. tido competencias para ser. uma. governadora porque nao Tem estatutos para isto. em ves de administrar Bem o povo fazem tudo em detrimento de seus chefes. tenham cuidado com o povo. voces nao sabem o que o povo esta a pensar.fazer ate la esta Pilicia que vos protege hoje estara revoltado. e o exercito estara por cima de voces e entao vira a chamada"a Grande. revolucao" ta escrito na. profecia de: Mandume,zimga mbamdi,ekwikwi, nene. alukeny e zimga mkuzo e muitos outros autotones donos de Angola profetizaram nas suas profecias.
+1 assasino 09-02-2013 00:45 #4
o povo angola en particular de luanda sao burro nao reagen saimos so todos nas ruas duma vez para nos matar e acabou
+1 Fantasma de Nito Alv 08-02-2013 22:36 #3
"Crescer Mais e Distribuir Melhor"

Crescer mais a fortuna pessoal e distribuir melhor porrada e bastonadas aqui esta o lema do mpla e do seu presidente corrupto
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL