CASA-CE vai definir em congresso fórmula de eleição do seu presidente

Luanda – A Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE) inicia no sábado (16/02) os preparativos para o primeiro congresso extraordinário, a realizar em Abril, quando definirá a fórmula de eleição do seu líder. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 13, em conferência de imprensa, em Luanda, pelo vice-presidente daquela coligação e coordenador da comissão preparatória do congresso, Manuel Fernandes.

Fonte: Lusa


O congresso, para o qual começam a ser eleitos, no sábado, os 1.100 delegados esperados, provenientes de todo o país e do estrangeiro, vai custar 60 milhões de kwanzas (462 mil euros).

A reunião vai ter como lema "Transformar, Crescer e Vencer para Realizar Angola", e uma das principais questões a debater é a forma de eleição do líder daquela coligação, atualmente dirigida por Abel Chivukuvuku.

"Até aqui, o presidente (da CASA-CE) é indicado pelos partidos que subscrevem a coligação e o debate interno que existe agora é de que o presidente deve ser eleito pelos membros da CASA-CE reunidos em congresso", referiu Manuel Fernandes.

Em declarações à imprensa, aquele dirigente político admitiu a existência de uma "forte corrente" que considera melhor a eleição do presidente em congresso e outra que defende a indicação do líder pelos partidos que subscrevem a coligação.

Segundo Manuel Fernandes, os debates continuam, podendo os membros chegar a um consenso até final deste mês. A possibilidade de transformação da coligação em partido é outro debate que está a decorrer e outro dos principais assuntos a ser abordado no congresso.

"Quando se idealizou a CASA-CE já havia esta intenção. Só não foi possível materializá-la à partida devido aos entraves que poderíamos encontrar ao longo do percurso, porque estávamos às portas das eleições. Pode-se dizer que, grosso modo, existe consenso para transformar a CASA-CE em partido", admitiu.

A CASA-CE foi criada em Abril de 2012 e participou nas eleições gerais realizadas a 31 de agosto do ano passado, nas quais alcançou 6% dos votos e elegeu oito deputados, tornando-se na terceira força política em Angola.






Debate este tópico nas redes sociais:

Comente via Facebook, Hotmail, Yahoo ou AOL!




Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Angola : (+244) 943 939 404 

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • EUA: (+1) 347 349 9101 

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

// TAG FOR ADVERTISEMENT