Luanda  - Os cem primeiros apartamentos do projecto Kilamba começam a ser entregues esta Quarta-feira, enquanto se espera igualmente pelas entregas das primeiras chaves dos projectos Kapari, 44, Cacuaco e Zango.


Fonte: VOA

O processo envolve longas filas e alguma documentação que contudo os administrados dizem será de resolução rápida.

Segundo Paulo Cascão responsável pelo projecto Kilamba o processo é fácil e rápido. “Nós temos que seguir aquilo que o nosso cliente pediu para fazer,” disse ele.


“O nosso cliente Sonangol Imobiliária pediu para nós pedirmos uma cópia do bilhete de identidade, cartão de contribuinte, a declaração de serviço com o salário compatível para pagar a residência e o recibo do último salário” referiu acrescentando que “depois fazemos uma apreciação e se tudo estiver correcto nós entregamos a casa, não havendo mais nada para fazer”.


Dirigindo-se a um dos projectos com uma cópia do bilhete de identidade, cartão de contribuinte, último recibo salarial e a declaração de serviço com o salário compatível para pagar a residência cujos preços variam entre os 15.000  e os 180.000 mil dólares constam das exigências estipuladas pela Sonangol Imobiliária, a empresa construtora dos projectos.


O acesso àquelas residências pode ser por via de compra a pronto pagamento. Caso se decida a pronto-pagamento não se exige a entrega da declaração de serviço com o salário compatível para pagar a residência nem o último recibo salarial.


Nas modalidades das rendas resolúveis com ou sem capital inicial (conhecida por entrada) o pagamento será feito anualmente até ao mês de Março.


As pessoas com mais de 40 anos que queiram adquirir uma casa destes projectos devem efectuar o pagamento da sua propriedade em 15 anos. Para os potenciais compradores com menos de 40 anos de idade o pagamento pode ser dividido até 20 anos.


Por dia serão entregues 100 casas.


Paulo Cascão disse a Voz da América que além do Kilamba  existem vários projectos acessíveis aos clientes.


“Existem para comercialização 15 mil casas. Existe a cidade do Kilamba Kiaxi, Cacuaco, Capiri, Km 44 e Zango, ou seja existem inúmeros projectos” frisou.


A comprovação dos materiais usados para construção das referidas “cidades” e a não disponibilização do contrato antes do pagamento para se saber as regras porque se regem são algumas questões ainda não respondidas pelos responsáveis dos projectos.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: