A carregar...

Não há liberdade de imprensa em Angola - relatório da Freedom House

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Washington - Não há liberdade de imprensa em Angola, diz a organização não governamental Freedom House que estuda questões relacionadas com liberdade e democracia em redor do mundo.

Fonte: VOA

A Freedom House publicou  a sua última analise global sobre a liberdade de imprensa através do mundo e  Angola aparece como um dos muitos países onde não há liberdade de imprensa.


A Freedom House diz que  apesar de garantias constitucionais de liberdade de expressão os jornalistas angolanos praticam a autocensura devido a ameaças de despedimentos, detenções e perseguição.


O estado, diz o relatório sobre Angola, controla o único jornal diário e a rádio nacional e principais estações de televisão e é muitas vezes negado aos media privados acesso a informação oficial e a acontecimentos.


A organização diz que em 2012 jornalistas, particularmente aqueles que cobrem manifestações ou casos de corrupção, sofreram intimidação, ataques e detenções por parte das forças de segurança .


O governo, diz o documento, tentou também em anos recentes restringir a comunicação electrónica.


O documento faz também referência â situação política no país na sua generalidade.
A anàlise da Freedom House é feita através de um estudo dos diversos aspectos ligados à informação nomeadamente o direito à liberdade de opinião e expressão, o ambiente jurídico, político e económico para os meios de informação, atribuindo depois uma pontuação para cada um dos aspectos.


A pontuação total vai de zero a 100 sendo zero liberdade absoluta e 100 o mais restrito. Entre os zero e os 30 pontos aos países são considerados como tendo liberdade de imprensa, entre 31 e 60 parcialmente livres e acima de 60 como não possuindo liberdade de imprensa.


Angola tem 68 pontos, portanto é considerado como não tendo liberdade de imprensa, e entre os 49 países africanos analisados aparece em 34ºlugar.

  A Guiné Bissau aparece em melhor posição que Angola  estando a 31º.


Moçambique é considerado um país “parcialmente livre” em termos de liberdade de informação. Cabo Verde e São Tomé e Príncipe são os países mais livres  de África  juntamente com o Gana, diz o documento






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

+2 Fantasma de Nito Alv 07-05-2013 00:19 #12
O palhaço do ribeiro aquele cabeça de vento que escreve no papel higiénico do estado angolano não deve ter a mesma opinião

Acorda palhaço só tu é que não vês
+2 100l%Langa 06-05-2013 15:52 #11
CPI ESTA A ESPERA DELES
0 londrino 06-05-2013 14:07 #10
esses sao os dtos bandidos fardados"milici as do MPLA" e por isso que estao com as caras cobertas pra ninguem nao lhes identificar porque nao e normal num pais que esta em paz ter policias armados ate aos dentes e unhas tipo que estao na guerra.

NA FOTO ESTA MILICIA DO MPLA
+2 Press 06-05-2013 13:20 #9
Qdo a n/policia sai a rua com as caras camufladas e p/executar alguem, dai a cobertura nos rostos para nao serem identificados como potenciais assassinos.
-1 Beto 05-05-2013 01:12 #8
Ou oh shit may god deliver us from the this monsters
-3 FORMIGA 04-05-2013 19:31 #7
O direito de ser tratado pelo outro como um ser digno e avaliado com justiça é, também, uma questão de Democracia, pois interfere com a liberdade, a igualdade e a essencial dignidade da pessoa. A liberdade de imprensa sub - entende a boa-fé, a verdade e o respeito do pluralismo de opiniões. Não há um direito de incitar à desobediência civil/militar, ódio político/religi oso, injuriar ou difamar, em nome da liberdade de expressão ou de informação. Haja equilíbrio entre a liberdade de imprensa e os direitos ao bom-nome, à reputação e à intimidade, pois a imputação de factos ofensivos da honra ou consideração de alguém constitui crime. A liberdade de imprensa não pode ser justificada através de mecanismos de descrédito, maledicência, intriga e boato. É indispensável adoptar, com urgência, um discurso de responsabilidad e cívica e práticas políticas mais racionais. A actividade política deve tornar-se ‘des-profission alizada’ e aproximar-se de outras actividades sociais e patrióticas.
+2 Ukuluwekongo Pessoa 04-05-2013 19:25 #6
Quando o Mpla for a perder e os seus nacionalizarem- se em ouros países dos seus cúmplices, aonde hão-de refujiar-se com o vosso mísero salário. Porque sois cúmplices destes apagões e canibalistas politicos do regime Jes. Estes ninjas devem preparar-se também para a fuga e responsabização criminal junto do tribunal do povo filhos de NGOLA KILUANJE, NZINGA MBANDI, MANDUMME, KATYAVALA EKUIKUI e tantos outros.
+3 FP 04-05-2013 15:29 #5
Em Outros países como o Brasil, ninguém fica acima da lei, ela é seguida como ela é. Caso contrario aciona-se as instituições de direito para se pôr a legalidade. Aqui não, mesmo a falar a verdade és perseguido, em vez de ser ao contrário você que ´publicou a materia é q comes o charuto.As forças da´públca, in
teligencia e outras forças vivas da Nação é q deveriam ser os guardiões dessa liberdade de imprensa e outras, mas acontece ao contrário.
+1 londrino 04-05-2013 12:48 #4
como e que nos vamos ter liberdade de emprensa em Angola com estes homens na foto armados ate aos dentes unhas tipo que estao na guerra afinal ja estamos na paz de faz de conta a 10 anos, estamos mal.

A FOTO EM SI JA NOS DIZ TUDO SOBRE A LIBERDADE DE EMPRENSA EM ANGOLA"NINJAS DE PRETO"
+4 NOSSAANGOLA 04-05-2013 12:25 #3
a pergunta de milhao de dolares eh: o MPLA sobreviveria a democratizacao interna (do proprio partido) e da sociedade em geral?! Seria o MPLA capaz de conviver com essa realidade e sobreviver?!!

Perguntas muito serias, pertinentes que deveriam suscitar debates no seio do partido no sentido da sua modernizacao e adaptacao aos tempos modernos!

Eh tempo de virar a pagina camaradas, o esquema do monopartidarism o esgotou e nao tem futuro!
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL