Lisboa - O distanciamento que se constata nos irmãos Tchizé e José Paulino dos Santos “Coreon Du”, em relação a uma prima-sócia, Maria Emilia Abrantes, é justificado, em meios familiares, como fruto de um comentário feito por esta última, que no entender, daqueles significou “falar mal” do regime do seu pai, José Eduardo dos Santos.

Fonte: Club-k.net

Desejam  “o melhor sucesso” a prima

Emilia Abrantes e José Paulino dos Santos “Coreon Du” sempre foram muito ligados desde a infância. Na fase adulta, criaram a “ZE Produções” que era uma iniciativa ligada a moda. Também estavam conectados com a  “Glamour & Festas” que realiza os eventos de gala “Divas de Angola”.


Porém, no seguimento do “mal estar”, os filhos do presidente terminaram com toda parceria comercial que tinham com a prima.  No dia 10 de Outubro de 2012, a empresa  dos dois irmãos anunciou em comunicado que “a  Semba Comunicação e a Glamour  decidiram, ao fim de vários anos de colaboração, cessar a sua parceria na realização do evento “Divas de Angola”.


O documento, dizia que  a Glamour de Emilia Abrantes passaria, a partir de agora, ser a única responsável pela realização deste evento (Divas de Angola).

 

“A Semba Comunicação deseja à Glamour em Festas o melhor sucesso para a vida futura deste evento, do qual temos muito orgulho na sua co-produção desde a primeira edição”, lia-se no comunicado da empresa que também gere o canal2 da TPA.


Sete dias depois, de terem anunciado ruptura, a Glamour realizou a gala “Divas de Angola” sem a sua parceira Semba e pela primeira vez, o Presidente José Eduardo dos Santos que era um destacado convidado em todas as edições anteriores já não se fez presente.


JES não está alheio ao desligamento dos seus filhos com a prima e chegou a abordar, Tchizé dos Santos. Porém, o pensamento identificado no presidente foi de não ter “feito gosto” que a relação dos primos tivesse o destino registrado.  Chegou a julgar que o  assunto tivesse sido debatido nas redes sociais, numa referencia ao Club-K.


Um episódio inverso  terá acontecido com o próprio pai Eduardo dos Santos quando surgiram informações de que teria se desligado da dirigente do Bureau Político do MPLA,  Maria Mambo Café, por esta alegadamente o ter abordado sobre a questão dos negócios dos seus filhos.




DEBATE ESTE TOÓPICO NAS REDES SOCIAIS:





DEBATE ESTE TÓPICO NO ANÓNIMATO: