Lisboa – Dois oficiais generais da defesa angolana terão recentemente  perdido o controle no seguimento de um cenário de crispação resultando num episódio de agressão mutua, em hora normal de expediente. Trata-se do director nacional das relações internacionais do ministério da Defesa Nacional, general José Higino de Sousa “Zé Grande” e o seu subordinado brigadeiro “Vazio”, chefe adjunto da referida direcção daquela instituição.

Fonte: Club-k.net

No decurso do mau ambiente, cuja ocorrência se registou no gabinete de relações internacionais daquele organismo governamental, o brigadeiro “Vazio” terá rasgado a camisa do seu superior hierárquico deixando com um dos galões arrancados.

Por sua vez, o general “Zé Grande” que não terá consentido o “descontrole” do colega respostou com um soco no rosto, desencadeando um áspero episódio.

O assunto foi objecto de criticas e comentários durante as últimas semanas naquela instituição, embora se desconheça se o ministro da Defesa, general Cândido Van-Dúnem  tenha ordenado a instauração de um processo disciplinar ou iniciativas de moderação entre as duas partes incompatibilizadas.

Ambos são considerados figuras de referencia. O general “Zé Grande” foi no passado Chefe-Adjunto do Serviço de Inteligência Militar tendo largado o cargo na sequência de desentendimentos com o general António José Maria (na foto). Por seu turno, o brigadeiro “Vazio” é um quadro que fora no passado o adido de defesa junto da embaixada de Angola em Moscovo.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: