Lisboa – As autoridades angolanas procedem com o processo de sondagem de uma nova figura para desempenhar no futuro o cargo de Procurador Geral da Republica, ate agora exercido pelo general João Maria Moreira de Sousa. Um dos nomes que lidera as preferências para substituição é o do general Hélder Fernando Pita Gróz, o procurador das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Fonte: Club-k.net

Esta semana, na sua edição 763, o boletim áfrica monitor editado aqui em Portugal, identificou o novo Procurador Geral Adjunto, Luiz Mota Liz, numa posição que o faz igualmente perfilar como putativo substituto do actual titular em função, quando o seu mandato se concluir.


Ao general João Maria Moreira de Sousa é identificado sinais de fatiga merecedor de um descanso. Ao mesmo tempo revela-se incomodado com a sua imagem que estaria beliscada com denuncias que o colocam em episódios menos bom para um magistrado do ministério publico.  Antes de abandonar o cargo e no sentido de fazer-se honrar, o mesmo, esta em vias de criar um ambiente de diversão que culminara com perseguições judiciais contra figuras ao qual julga estarem por detrás de escritos desfavoráveis a seu respeito. De entre os visados de Maria de Sousa, estaria à jurista e deputada Mihaela Webba  da UNITA por lhe ter publicamente desafiado a pronunciar-se a cerca de uma casa em cascais que a imprensa portuguesa identificou como sendo sua.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: