Advogado acusa polícia de estar a forjar provas contra Emiliano Catombela

Luanda  - Criação de factos para incriminar o activista Emiliano Catombela detido na vigília realizada em homenagem a Alves Kamolingue e Isaías Cassule é a razão que leva ao atraso do julgamento e a não soltura do jovem acusado de tentativa de homicídio do Comandante da Divisão Policial da Maianga, Eduardo António Nunes Diogo.


*Coque Mukuta
Fonte: VOA

A afirmação é de Salvador Freire advogado do activista.


“A polícia na pessoa do Comandante da Divisão do Comando da Maianga continuam a procurar manobras para tentarem incriminar o jovem Emiliano Catombela” disse.


A Voz da América sabe de fontes familiares que o Emiliano Catombela continua doente por razões da Carga policial aquando da manifestação.


O Advogado adianta ainda que no largo primeiro de Maio onde foi detido Emiliano Catombela, pelo números de elementos da polícia não havia possibilidade para o jovem tentar matar o ao Comandante da Divisão da Maianga, Eduardo António Nunes Diogo.


“Os jovens estavam numa vigília pacífica e no primeiro de maio não havia qualquer objecto para tentar matar o tal comandante, porque estava rodeado de polícias” acrescentou.

 
De recordar que num primeiro momento o jovem Emiliano Catumbela mais conhecido por “Ti Creme” tinha sido acusado de ofensas corporais conforme visto no processo número 5618/013-02, aberto na Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC).


Já num segundo momento foi mudado o número do seu processo 2176/2013 de passando a ser acusado de tentativa assassinato do Comandante da Policia no Município onde aconteceu a vigília.






Debate este tópico nas redes sociais:

Comente via Facebook, Hotmail, Yahoo ou AOL!




Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Angola : (+244) 943 939 404 

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • EUA: (+1) 347 349 9101 

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

// TAG FOR ADVERTISEMENT