A carregar...

Íntegra do discurso do PR na tomada de posse dos membros dos órgãos judiciais

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 3.17 (3 Votos)

Luanda  -SENHOR VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL, SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPREMO, SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS, SENHOR PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA, ILUSTRES MEMBROS DO EXECUTIVO, CAROS CONVIDADOS,

ImageEm 1990 o sistema político da República de Angola mudou, com a adopção do pluralismo de expressão e de organização política e do jogo democrático dentro da ordem estabelecida pela Constituição e demais leis.


Iniciou-se assim o processo da reforma do Estado com vista à instauração e consolidação do Estado Democrático de Direito, com base nos princípios da separação de poderes e da interdependência de funções, da transparência e da responsabilidade e da prestação de contas.

 

Foram enormes os progressos alcançados no quadro da reforma do Poder Legislativo e do Poder Executivo, mas continuaram a ser tímidos os passos dados no sentido da reforma do Poder Judicial.


É assim que, na sequência da implementação do Programa sufragado pelos angolanos nas eleições legislativas de 2008, é elaborada e aprovada a Constituição da República de Fevereiro de 2010, que orienta os esforços do Estado no sentido de se redinamizar a reforma do Poder Judicial, definindo no sistema jurisdicional os Tribunais Superiores já criados, e a criar quando for oportuno, e o sistema de organização e funcionamento dos tribunais, que compreende uma jurisdição comum e uma jurisdição militar, podendo vir a existir uma jurisdição administrativa, fiscal e aduaneira autónoma.


Os últimos anos foram marcados por essas reformas e por um aumento significativo de investimentos no sector da Justiça, tanto no plano de melhoria das instalações, equipamentos e meios de mobilidade, como no plano da qualificação dos recursos humanos.

 

De facto, de nada valem as instituições se elas não tiverem à frente dirigentes e no seu seio quadros e trabalhadores competentes, dedicados e capazes e realizar a sua missão.

 

Ao dar-se cumprimento às regras estabelecidas na Constituição e noutras leis sobre o provimento de vagas no Tribunal Supremo, no Tribunal Constitucional e no Tribunal de Contas penso que esta condição foi observada.


De 2008 para 2012, o número total de juízes em exercício triplicou, sendo actualmente de cerca de duas centenas e meia, e é com satisfação que observamos que em cada dez juízes 4 são mulheres.


O número de oficiais da Justiça também aumentou, sendo agora superior a 1400 oficiais, e se em 2004 havia 15 Tribunais Municipais hoje o país já conta com 19 Tribunais Provinciais e mais 25 Tribunais Municipais.


Entraremos, agora, numa fase nova que será marcada pelo grande impulso a dar ao processo de reforma do Poder Judicial e da Justiça em particular, dando continuidade à política de modernização e de informatização assente nos princípios da desburocratização e simplificação dos procedimentos, bem como na proximidade dos serviços junto das comunidades, garantindo o acesso dos cidadãos ao Direito e à Justiça.

 

Continuaremos a conjugar esforços para acelerar a conclusão do ordenamento jurídico necessário ao pleno funcionamento do Poder Judicial e para estabelecer um sistema adequado de formação, qualificação e gestão de recursos humanos.

 

Finalmente, julgo que os concursos curriculares e os outros procedimentos seguidos para a escolha dos magistrados, que foram nomeados e hoje tomam posse, permitiram não apenas escolher os mais aptos para exercer as funções previstas, mas também juntar quadros provenientes de várias gerações e integrar no sistema pessoas mais jovens e mulheres, em proporções aceitáveis.

 

É para mim um motivo de grande satisfação presidir a esta breve cerimónia de tomada de posse dos Senhores Magistrados nomeados recentemente, cerimónia que, quanto a mim, terá uma importância extraordinária para a continuação da reforma e a consolidação do Poder Judicial em Angola, como um dos alicerces do Estado Democrático de Direito.

 

Felicito os recém-empossados e desejo-lhes muitos êxitos no cumprimento da sua missão, para que tenhamos um sistema de Justiça actuante, moderno e ao serviço da Nação.

 

Luanda, 12 de Junho de 201






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 DEANGOLA-ISLANDIA 17-06-2013 18:17 #26
SR. MINISTRO CHICOTI , ESTAMOS CANSADOS COM O COMPORTAMENTO DA RESPONSAVEL DO SECTOR CONSULAR NOS PAISES ESCANDINAVIOS, A SRA. TERESA BRAVO, NAO ENTENDEMOS COMO E POSSIVEL COLOCAREM DIPLOMATAS COMO ELA, PARA UMA AREA SENSIVEL E QUE LIDA COM A COMUNIDADE, E UMA SRA. SEM UM PINGO DE SENSIBILIDADE, PREPOTENTE, ARROGANTE E SEM CONSIDERACAO , ESTEVE A DIAS NA ISLANDIA, E SO VISTO, E AINDA OUVIMOS QUE ELA E PROTEGIDA DO CHEFE DA MISSAO, SE A DUVIDA PODEM MANDAR VIR UMA EQUIPE DE ASCULTACAO, A COMUNIDADE SABE DESTAS HUMILHACOES QUE SOFREMOS, PEDIMOS SR. MINISTRO QUE FACA ALGO POR NOS.
0 André António 17-06-2013 16:22 #25
Gostei, só que ele como PR devia apresentar dados exacto sobre a Magistratura e por sexo. Agora, superior a 1400...
0 Erineu Kalumbo 16-06-2013 11:26 #24
Os acólitos da propaganda simplista, conformados no amputado e desgastado samacuva & abel, ficam desnorteados com a capacidade de comando e acção do nosso querido, Camarada Presidente da Républica de Angola, Engº José Eduardo dos Santos. Continuem a criticar e a denegrir o que se faz em prol de Angola. Para quem destruiu, nada sabe!
0 Cézar 16-06-2013 10:55 #23
Falas da democracia mas qd queremos fazer a democracia mudando-o mandas fazer a fraude.Falas da transparencia.N unca declaras os seus bens e dos seus colaboradores.J es é demagogo, NAO TEMOS LEIS E JUIZES PARA JULGAR O PRESIDENTE DA REPÙBLICA EM FUNCAO.Os senhores empossados sao juizes a título decorativo que cumprirao ordem superior prq eles nao sao indepedentes nas suas decisoes.
0 DOMINSE-MALANJE 16-06-2013 00:07 #22
SR.PRESIDENTE ENQUANTO NAO HAVER MUDANCAS RADICAIS NA POLICIA, SEGURANCA DO ESTADO E ORGAOS DE DEFESA, A CRIMINALIDADE NAO VAI DIMINUIR, POIS OS MEMBROS DESSES ORGAOS ESTAO MAIS PREOCUPADOS EM SE CONFRONTAREM, , TRATAR PRIMEIRO DAS SUAS PESSOAS E BOLSOS , EM DETRIMENTO DO PAIS , A QUAL PRESTARAM JURAMENTO UM DIA, POIS SEM HARMONIA, SINTONIA E UMA ESTREITA COLABORACAO ENTRE ESTES RESPECTIVOS ORGAOS, VAI SER QUASE IMPOSSIVEL VENCER ESTA BATALHA ILUSTRE.
0 ASK - MPLA VIVERA 15-06-2013 21:58 #21
COMO POSSIVEL UM HOEM PODE SER O UNICO QUE INDICA OS COMANDANTES DAS FAA DOS PLICIAS , OS JIUZOS, PROCURADOREAS, GOVERNADORES, PRESEDENTES DA ASSEMBLEIA, ADMINISTRADORES MUNICIPAIS, OS SOBAS, MEU DEUS E DEMAIS JURA.
0 Triplo x 14-06-2013 23:03 #20
Tenho uma duvida quem impossou presidente , foi PGR e entao quem nomeia o PGR
+1 LOMBO 14-06-2013 20:43 #19
SEU MENTIROSO, AXA QUE NÓS VIVEMOS NUM ESTADO DEMOCRATICO? DITADOR, GATUNO, VAI TE EMBORA, O POVO NÃO ESTÁ CONTIGO, DITADOR, FOGO! A TANTO TEMPO, SEMPRE A EXONERAR E NOMEAR, ATÉ QUANDO É QUE TU VAI SE EXONERAR A TI PROPRIO? + JA SABEMOS QUE O TEU DIA TA CHEGAR NO FIM... SEU SACANA, NEM TENHO CORAGEM DE OLHAR PRA TUA CARA, ME DAS NOJO....FUIII
+2 Fantasma de Nito Alv 14-06-2013 19:09 #18
Será que este senhor não sabe discursar sem uma cabula a frente?? Tem tanta bagagem... que até mete nojo, são biliões nas malas quando tiver que fugir de minha ANGOLA isso sim vai ser a bagagem desse gatuno!
+1 alberto caluanda 14-06-2013 16:25 #17
assim como yoani sanchez ativista cubana dexo lhe aqui o meu humilde recado;Sr Eduardo dos santos talvez os frustrados um dia vão depor você,tira lo do poder : Porque o povo não tem força e continua estupido como vc quer, mas os frustrados não sao cegos de sabedoria, nem estupidos, são muito mais expertos que você e EH DISSO QUE VC TEM MEDO ?
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL