Luanda  - As jornadas científicas sobre doenças tropicais e grandes endemias decorrem em simultâneo nas cidades de Luanda e Benguela – apurou a RNA.

Fonte: RNA

Em Luanda, as jornadas de reflexão sobre a matéria, foram abertas pelo secretário de estado da saúde, Carlos Alberto Masseca.


Segundo Carlos Alberto Masseca, as doenças tropicais, são ainda as principais causas de mortes em Angola, e sublinhou que é preocupação do governo nesse aspecto.


“Só combatendo um conjunto de doenças tropicais que afectam fundamentalmente as crianças e mulheres, podemos rapidamente reduzir a mortalidade materna e a mortalidade infantil”, frisou.


O secretário de estado da saúde, disse por outro lado que, - “uma das questões que se põe é que não obstante o grande progresso nos últimos 100 anos, desde que se realizou o primeiro congresso não fomos capazes de nos nossos países controlarmos as doenças tropicais e garantir que as populações tivessem condições de saúde que lhes permitisse participar activamente nas actividades económicas”, frisou.


“Desafios da medicina tropical”, “Doenças tropicais negligenciadas e grandes endemias”, compõe os três painéis das jornadas científicas sobre doenças tropicais, promovidas pelo ministério angolano da saúde.




DEBATE ESTE TÓPICO NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE ESTE TÓPICO NO ANÓNIMATO: