Luanda - O tribunal de Luanda adiou para o dia 19 de Julho, o julgamento de Domingos da Cruz, jornalista e escritor angolano. A decisão de adiamento foi tomada pelo juiz da causa Salomão Filipe, em tempos notabilizado pela decisão do caso “ massacre da frescura”.


Fonte: Misa-Angola

O juiz tomou a decisão segundo explicações do advogado, para possibilitar do lado do tribunal, sanar as  insuficiências amontoadas no  decurso do processo.

 
Algumas irregularidades apontadas vão desde as notificações ao réu e ao declarante, situação que o tribunal quer arrumar.


Por outro lado, o ministério Público podia igualmente ter requerido a nulidade processual, em face da revogação da lei 7/78, na base da qual Domingos da Cruz foi processado e acusado.


O advogado  Walter Tondela que solicitará absolvição do seu constituinte, mostrou-se confiante no desfecho favorável deste caso. “Trata-se dum processo sem pernas para ir em frente. Agora, prosseguiu o especialista, “uma decisão final só pode ser tomada no decurso do julgamento”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: