A carregar...

Polícia é acusada de executar seis jovens na Huíla

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 2.38 (12 Votos)

Namibe – Na província da Huíla, a polícia nacional está ser acusado de ter executado sumariamente – com vários tiros – seis jovens angolanos, não identificados, que supostamente praticavam diversos crimes (roubos e furtos com armas de fogo, ofensas corporais voluntárias e introdução em casas alheia), na cidade do Lubango e bairros periféricos.

Fonte: Club-k.net

A revelação foi feita no inicio desta semana à imprensa por Phil G, líder de um dos maiores grupos de malfeitor denominado “Os mil homens” que opera nas províncias de Cunene, Huíla e Namibe.

O denunciante que se encontra, neste preciso momento, detido numa das cadeias na província do Namibe, alega ter testemunhado ¬– in loco – a execução dos seis jovens praticada pelas autoridades policias na fenda de Tundavala, há escassos meses. “Eu vi a polícia a matar estes seis jovens e depois atiraram os seus corpos na fenda da Tundavala”, garantiu Phil G.

No entanto, a polícia – pelo que deu a entender – pretende lhe responsabilizar pelo desaparecimento destes e este refuta. “Como é que me culpabilizam pela morte desses jovens quando a própria polícia do Lubango sabe o quê que aconteceu?”, questionou Phil G, reforçando “foi a polícia que lhes matou, não eu”.

O líder dos “Mil Homens” admite apenas ter ajudado a polícia a localizar, e posteriormente, prender estes seis jovens a fim de ser responsabilizados pelos crimes de assaltos que praticavam.

O mesmo aponta ainda o actual director da Direcção Provincial de Investigação Criminal do Namibe, Fernando André, como um dos coniventes na execução sumário dos jovens. “Foi o senhor Fernando André (na altura director da DPIC Huíla) que me pediu que mostrasse os miúdos que fizeram assalto”, assegurou, adiantando que “a polícia andou a minha procura por causa deste crime que o ex-director da DPIC tem conhecimento que sou apenas testemunho dessa loucura de matar jovens na Tundavala”.

Phil-G admite ter colaborado em várias operações realizadas pelo Comando Provincial da Polícia Nacional da Huíla, denunciando outros marginais que praticavam diversos crimes. “Eu já cometi vários crimes, mas depois parei e me entreguei a polícia. Mais tarde comecei a prestar informações que resultaram nas detenções vários outros delinquentes que operavam no Lubango”, esclareceu.

De realçar que o líder foi apresentado pelas autoridades policiais locais, após uma micro operações realizadas de 04 a 10 do mês em curso. A detenção do mesmo foi antecedida de um assalto a uma loja de telemóveis, no bairro 5 de Abril, cujo proprietário (Lutete Jacinto) fora surpreendido na calada da noite, com a exigência de pagamento de 15 mil dólares americanos pelos meliantes, sob pena de ser abatido a tiro.

Na altura, Phil G se fazia acompanhar do seu “suposto” irmão de nome Miguel, e mais duas jovens, identificadas apenas por “Katia e Nadia” de 18 e 21 anos de idade respectivamente.

 

 

 






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 Julieta 09-07-2013 15:41 #59
É TRISTE...
0 Muacir Bastos 07-07-2013 12:58 #58
Deus q m perdoe mas aqueles q intencionalment e matam inocentes merecem o mesmo tratamento.
S a policia relamente matou criminosos fez bm.
0 Chifuchi 04-07-2013 04:56 #57
Os deliquentes merecem mesmo isto, quem com faca mata. com faca morre
0 FRANCISCO 01-07-2013 10:50 #56
Conforme matam os bandidos que assaltam,deviam matar tambem assim os gatunos do nosso estado Angolano.
0 Andre 21-06-2013 10:59 #55
Todos sao bantidos, policia, Phil G e os defuntos!!!!!!!!
Eu acho que morreram bem, resta o proprio Phil G, amigo dos estupidos policiais.
+1 Katilson 21-06-2013 09:22 #54
Quem semeia vento colhe tempestade..... O crime ñ compença, pense bem carissimos jovems
-1 HELDER ABEL 18-06-2013 20:02 #53
Uma vez que eles proprios decidiam pautar por este caminho só tinham de esperar este fim.
O crime não compensa.
-1 chivinda 18-06-2013 18:17 #52
Se na realidade foi isto q aconteceo com us dilicuent merense porq quando estes bandido xtao afazer um assaltar nao tenhe piedade de ninguem. Umesmo tinha q se fazer em luanda. Aond. Uindice de criminalidade. Aumenta em cada 24 horas
0 Trata 18-06-2013 16:09 #51
o cda Ambrósio vai sair brevemente, está cansado nem tem discurso agora, já não controla nada, porque que não metem o sup.intendente chefe JORGE BENGUE, é o individuo que vejo c/ matéria e jovem como é. O paúlo de Almeida também está ultrapassado.
-1 Mona Nhoca 18-06-2013 14:20 #50
Grande atitude esta do Comando Provincial da Huila.
Nada de treguas a estes marginais.esta medida tem de continuar a nivel nacional.
Morte aos delinquentes,va mos colaborar com a Policia.
Vamos utilizar a tecnica que a Unita desenvolveu...F OGUEIRA COM OS TIPOS,MORTE,AOS MALFEITORES NEM UM ESPAÇO.
Comandante Sita,nao deia tempo.Em Luanda existem muitos policias a colaborar com bandidos..
Gicula wo messo.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL