Benguela  - O «âmbito» é um termo ou expressão que descrevemos sempre que notamos qualquer pronunciamento, actividades ou aparição de um político do regime, governante ou novos militantes que são expostos «aos minutos de fama». O seu gémeo é a propaganda política ou institucional que para nós desde que não «ultrapasse nem se aproxime aos limites da crueldade, é sempre bem-vindo».

Fonte: Club-k.net

Por isso há factos que pela sua dimensão, fazem obrigatoriamente a agenda politica e «politicadas». Muitas vezes para contrapor, outras vezes para autodefesa ou mesmo para corrigir publicamente erros cometidos e nunca a «auto-falha». Outros são os únicos seres mortais que fracassam. As fintas da política! É no âmbito! Lemos, assistimos e ouvimos muitas críticas/elogios a entrevista do Presidente da República, desconhecemos se foi a SIC ou entregue a SIC contudo sabemos que lá passou. Sobre o conteúdo/reacções pensamos que já vimos o suficiente para nada adicionar. Apenas dizer que foi no âmbito!


Os defensores desta «conversa televisiva», têm/tiveram um oceano de motivações para o fazer. É no âmbito! Ninguém cônscio na sua posição/condição ousaria contradizer o Chefe publicamente! .Talvez nas paredes do quarto! Os opositores mais responsáveis/urbanos mormente no uso racional da palavra. Falar é arte! Como ouvimos alguém dizer e muito bem “ não há democracia nem democratas”. Os princípios basilares de um Estado democrático e de Direito estão/estamos todos a demorar assimilar. Críticas sim, palavrões não!


Sempre que você for ou estiver em alguma actividade governativa ou não, fique atento. Se não for a decoração do recinto, serão de certeza as palavras. Há sempre um sinal!

 As galas/festas/espetáculos/ entrevistas/comícios/reuniões/conversas/noticiários… «É quase tudo no âmbito»!


Cidadão Angolano




DEBATE ESTE TOÓPICO NAS REDES SOCIAIS:





DEBATE ESTE TÓPICO NO ANÓNIMATO: