A carregar...

Comunicado: Bloco Democrático considera vitória da sociedade o adiamento do julgamento de Domingos da Cruz

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Luanda  - A sociedade Angolana está de parabéns! A todos os angolanos no sentido mais amplo, festejemos mais uma vitória. É preciso gritar vitória pois o julgamento do nosso irmão Domingos da Cruz teve um adiamento graças ao esforço conjunto da sociedade civil que prontamente se lançou em solidariedade. Só estamos a pedir que se siga a lei.

Fonte: BD

Para que todos possamos viver em paz e segurança, temos todos enquanto povo de viver num Estado de Direito. Um Estado de Direito é um país onde a lei é quem mais ordena, lei ou leis essas que nascem de uma constituição aos quais todos, mas todos, estão dependentes de forma justa.

Hoje, temos mais um exemplo prático de que é preciso todos trabalharmos em conjunto. Somos nós Angolanas e Angolanos quem nos vai defender, como já dizia Rafael Marques no caso dos diamantes das Lundas.

O Bloco Democrático, quando prontamente reagiu à situação de Domingos da Cruz, com dois comunicados, inclusivé pela sua juventude, apenas se lançou numa obra que é maior que o Bloco Democrático. Falamos de uma obra nacional, uma obra de todos os povos de Angola.

Temos, mais do que nunca, de estar juntos. Temos, mais do que nunca de sermos solidários. É preciso que enquanto povo compreendamos perfeitamente a importância de sermos solidários uns com os outros. É preciso sermos solidários como o disse o Movimento Revolucionário pela voz do seu representante no Cacuaco.

Lá onde está um angolano violentado e abandonado, lá onde está a injustiça, então têm que estar todos os angolanos em prontidão para agir em sua protecção!

Estamos satisfeitos, com a movimentação em torno de Domingos da Cruz. Essa mesma movimentação que é seguida pelos membros do Bloco Democrático faz anos. Já desde a década de 90, ainda como FpD (Frente para a Democracia). Nesse tempo, onde não havia internet era tudo mais complicado. Nesse tempo onde havia muito mais medo, era tudo muito mais complicado.

Naquela altura, no começo, até os telemóveis eram raros. A mobilização em solidariedade era um grande problema. Foi um longo percurso para chegarmos até este dia em 2013. Quantos jovens hoje, não sabem as torturas por que passaram os cidadãos que um dia decidiram fundar a Frente para a Democracia, hoje Bloco Democrático?

Quantas vezes o BD ou a FpD se lançou em solidariedade de vários outros jornalistas, vários bairros, vários políticos, vários activistas, vários órgãos de comunicação independente? A história está aí para ser explorada.

Mesmo quando eram outros partidos políticos os perseguidos, o BD ou a FpD marcaram presença. Quem recorda, por exemplo, a perseguição ao PADEPA? Ou a tentativa de extinção da FNLA? Quem se recorda como nas eleições de 2008 nos negamos a aceitar que não fosse valorizado os votos dados ao PDP-ANA, evitando assim a sua extinção?

É preciso pois, alimentar mais e mais o sentimento de angolanidade cidadã. Um sentimento de solidariedade profundo e activo. Um sentimento de justiça e irmandade. É preciso estarmos ligados e em comunicação e todos agirmos rápidamente quando a injustiça se aproxima.

Hoje foi por Domingos da Cruz amanhã temos de estar prontos para mais solidariedade. Lá onde cada um está, seja no Movimento Revolucionário, seja na SOS Habitat, seja no Bairro Mayombe, seja em Benguela, seja nas Lundas, seja em Cabinda ou no Namibe, seja na UNITA ou na CASA-CE ou no MPLA, ou na sua empresa, ou na polícia, ou nos tribunais ou nas forças militares, temos de ser solidários contra as injustiças. Vencer o medo e conquistar um país onde a constituição seja respeitada por todos! E temos que conseguir eleições onde não haja batota…. e só o vamos conseguir juntos.

Então, hoje, é preciso mudar o futuro com mais determinação. É preciso preparar um futuro pleno de liberdade, modernidade e cidadania. E hoje, é preciso festejar mais uma vitória da solidariedade nacional… VITÓRIA!!!

Luanda, aos 14 de Junho de 2013

LIBERDADE, MODERNIDADE, CIDADANIA

Sede Nacional: Rua Cónego Manuel das Neves, 102, 5º andar, 14. Telefone: 222 407 198
                             
            email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Site oficial: www.bdangola.com
www.bdluanda.blogspot.com






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 londrino 18-06-2013 15:16 #5
o regime do JES fez este adiamento pra melhor forjar as provas contra o Domingos da Cruz na Casa Militar isso nao e uma vitoria porque enquanto ele"da Cruz" for um incomodo pra o regime do JES em Angola ele vai sempre ter problemas no pais.
-1 Daniel Sicato 18-06-2013 14:48 #4
O Dr Justino Pinto de Andrade, deveria fazer uma penitenciazinha e deixar de andar em más companhias. Ainda se se tratasse daquele langa do Makuto ou Matubo ou Matumbo, aceitava-se. Agora, deste catedrático? Nem pensar!!!
0 Canende 17-06-2013 09:03 #3
Esses da Casa-Ce não são qualificados para falar da União. Fogem da Unita (pelo menos o chefe deles) e depois clamam pela União da Oposição!
0 Huummmmm 17-06-2013 01:52 #2
So agora é que entenderam que unidos somos mais fortes? quando vos diziamos que era preciso unir-se em torno de uma CASA-CE, durante as eleições, o vosso orgulho e individualismo falou mais alto e voces disseram que não precisavam! agora veem aqui com truques de mentores de uniao? Espero que tenham mudado mesmo!
+1 Malanjinho 16-06-2013 21:34 #1
Com este regime, o cuidado é pouco. Temos q sermos solidários q nem o Martin Luther King, senão esta ditadura nos vai acabar sem levarmos JES no tribunal internacional, em Haya, onde são julgados os presidentes criminosos.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL