A carregar...

Oficial da polícia mata o próprio sobrinho a tiro

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 3.00 (16 Votos)

Kwanza Norte – O comando provincial da Polícia Nacional no Kwanza Norte aventou nesta quinta-feira, 22, , em Ndalatando, a possibilidade de expulsar da corporação o inspector-chefe Gerão Francisco Muluta, afecto ao comando municipal de Ambaca, acusado de ter morto o próprio sobrinho, de 28 anos de idade, com disparo de arma de fogo, na sequência de uma briga entre ambos.

Fonte: Angop
A informação foi prestada pelo porta-voz do comando provincial da corporação, superintende-chefe Gaspar José, esclarecendo que a medida poderá ser tomada, tão logo seja concluído o inquérito instaurado para o efeito e comprovadas as acusações que pesam sobre o referido oficial da polícia.

Gaspar José disse ser com profunda consternação que o comando provincial da Polícia Nacional tomou conhecimento do caso e repudia veementemente a atitude indecorosa do referido oficial que, caso seja provada a sua culpa, para além de responder um processo-crime, lhe será instaurado um processo disciplinar de acordo com o regulamento interno da corporação.

Aquele oficial aproveitou ainda a ocasião para apelar aos demais efectivos no sentido de pautarem por uma conduta cívica exemplar que dignifique a imagem da corporação e promova o sentido de segurança junto das populações.

“Em virtude do polícia ser agente responsável pela aplicação e cumprimento da lei, deve tudo fazer para cumpri-la com rigor e evitar adoptar condutas que mancham o nome da corporação ou instalem o pânico junto da população”, disse.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.

leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL