A carregar...

Pahiama em episódio de abuso de poder

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 3.13 (16 Votos)

Lisboa – O Ministro dos antigos combatentes e veteranos da pátria (MACVP) , general Kundi Paihama esta a ser criticado em círculos competentes por usar os símbolos e papéis da instituição para fins privados, o que constitui pratica de abuso de poder, em qualquer parte do mundo.

Fonte: Club-k.net


No passado dia 14 de mês de Maio, aquele oficial general usou documentos, (folha A4 e envelope) com a timbre do ministério que dirige, para endereçar uma carta (oficio 931/3.4/GAB.MACVP) aos seus sócios privados convocando-os para uma reunião relacionada aos seus negócios particulares.

“Convoque-se a Assembleia a fim de dar conhecimento dos sócios e serem informados da situação da empresa o senhor administrador executivo cuide disse e apresente-me a documentação de suporte e a agenda de trabalho..” le-se na convocatória assinada pelo brigadeiro Pedro Sekunangela, o director de gabinete do Ministro dos ACVP, general Kundi Paihama.

Segundo explicações, o que o Ministro angolano procedeu constitui crime de abuso de autoridade tipificado no código penal de Angola.

Caso idêntico no Canada

No inicio do corrente ano 2013, o actual administrador municipal de Toronto, Robert Bruce "Ford" foi levado a tribunal por usar papéis timbrados do Município de Toronto para angariar doação de USD 3, 150 para o seu clube de futebol.

 

Diferente ao caso angolano, o governante Canadense seria absolvido pela corte suprema porque a angariação solicitada serviu para ajudar pobres. “Rob” Forb é um empresario de sucesso (milionário) e não precisava daquele dinheiro.

 



 






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.

leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL