A carregar...

Jovem Nito Alves diz sofrer tortura por parte da DNIC

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 4.50 (2 Votos)

Luanda — O activista que inicialmente respondia sobre o processo 7465/13VN acusado de difamação contra o Presidente Angolano, José Eduardo dos Santos, em Viana, responde agora o processo 9848/13-OP criado pela Direcção Provincial de investigação Criminal de Luanda.

*Coque Mukuta
Fonte: VOA

O porta-voz do Comando Geral da Polícia Nacional, subcomissário Aristófanes dos Santos, disse sexta-feira, passada que o activista cívico Nito Alves (na foto), detido no dia anterior, quer criar guerra em Angola por ter impresso t-shirts e panfletos onde se pode ler: "José Eduardo fora. Ditador nojento". e “quando a guerra é necessária e urgente”.

Sem qualquer queixa de Dos Santos ou seja, é uma iniciativa da Polícia Nacional.

Na sexta-feira, a Voz da América soube de uma fonte, próxima ao Procuradoria-Geral da República que o processo já estava para despacho do Procurador Afonso Comidando junto a Unidade policial do Kapalanga e que o jovem Nito Alves seria ouvido nesta segunda-feira, o que não aconteceu por terem trocado o processo.

Nito Alves numa curta mensagem que nos enviou, disse estar a sofrer tortura e pressão psicológica por parte de vários oficiais da polícia bem como de elementos da secreta angolana.

Os seus companheiros deram uma conferência de imprensa na manhã desta segunda-feira, e garantiram que vão realizar uma manifestação quinta-feira para dentre outras exigências pedirem a libertação de Nito Alves.

“Dia 19, as 15horas no nosso caminho é para o primeiro de Maio” disse “nós temos o nosso companheiro Nito Alves preso por uma simples coisa e já estamos casados de estarem sempre a nos baterem” Adolfo Campos".

A Misa-Angola também já se pronunciou em relação a detenção de Nito Alves, de 17 anos o qual se encontra nesta altura detido na DPIC.

Em relação a manifestação da próxima quinta-feira o Ministro do Interior Ângelo de Barros Viegas Tavares já orientou o Comandante Provincial, da Policia Nacional em Luanda, António Maria Sita para proibir e informar num encontro realizado na tarde de hoje com os jovens subscritores da carta que informa a realização da manifestação por alegadamente ser um movimento ilegal.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.

leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL