A carregar...

Autoridades acusadas de distribuír falsos panfletos de apelo a violência para culpar manifestantes

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 3.70 (10 Votos)

Lisboa - Elementos identificados como afectos a segurança de Estado angolana foram flagrados, na manha desta quarta-feira, 18, a colocar por baixo das portas de casas de algumas ruas no município do Cazenga, panfletos de apelo a violência dando entender que os mesmos pertencem aos jovens que convocaram a manifestação prevista para esta quinta-feira, 19 de Setembro, em Luanda.

Fonte: Club-k.net

Nos referidos panfletos, os autores colocaram o mesmo terminal telefónico que os jovens promotores da manifestação pacifica fizeram chegar recentemente ao Governo Provincial de Luanda, a quando comunicaram, as suas pretensões, tal como manda a lei das manifestações e de  reuniões.

Sabe-se, por outro lado, que a Polícia Nacional foi instruída a usar violência contra os jovens para de seguida apresentarem os falsos panfletos na Televisão Pública de Angola (TPA), insinuando que os manifestantes foram reprimidos porque apelaram uma “manifestação violenta” conforme os dizeres do panfleto imprimido e distribui pelas autoridades.

Já em Julho de 2011, as autoridades angolanas imprimiram panfletos idênticos com o objectivo de incriminar os jovens  a actos violentos. Na altura, um alto funcionário do Governo provincial de Luanda, Carlos Kavukila  foi orientado a falar na TPA que os panfletos pertenciam aos promotores da manifestação pacifica.

 

 

FALSO PANFLETO

 

 

PANFLETO ORIGINAL DO MR

 

Nelson Vicente






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.

leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL