A carregar...

Pelo menos doze detidos em manifestação em Luanda

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 4.15 (13 Votos)

Luanda - Um forte aparato de forças de segurança impediu Quinta-feira em Luanda uma manifestação convocada pelo chamado Movimento Revolucionário, um agrupamento de jovens que tem no passado protestado contra o governo..

*Coque Mukuta
Fonte: VOA

Várias pessoas foram detidas. Há noticias de que pelo menos 12 pessoas foram detidas entre os quais o secretário nacional do Bloco Democrático e vice-presidente do Sindicato Nacional dos Professores, Manuel de Victória Pereira.

O político e sindicalista distribuía panfletos do seu partido quando o detiveram.


Com um aparato de cerca de 2,000 homens, apoiados pela polícia montada, brigada canina e centenas de agentes dos serviços de segurança, as autoridades governamentais abortaram a manifestação.

Em comunicado de imprensa, o Bloco Democrático repudiou a detenção do seu dirigente como um acto “ignóbil” que “confirma o carácter ditatorial do actual Executivo”.

Os presos foram aparentemente levados para uma prisão em Viana.

Na generalidade as prisões foram efectuadas sem violência mas a polícia fez uso de cães para quebrar um círculo de manifestantes. Pelo menos um deles foi mordido por um dos cães .

Agentes á paisana foram vistos nas imediações do local marcado para a manifestação mas ao contrário do que tinha sucedido em manifestações anteriores estes não intervieram.

Alguns dos manifestantes disseram á Voz da América que planeiam continuar as manifestações nos próximos dias desta vez sem lugar marcado.


A polícia tinha avisado que iria usar de todos os meios ao seu dispor para impedir a manifestação, isto apesar de todos os requisitos legais terem sido cumpridos pelos manifestantes.

A organização de direitos humanos OMUNGA tinha anteriormente afirmado que a polícia não podia declarar a greve de ilegal porque os requisitos para a sua realização tinham sido cumpridos e a manifestação é um direito consagrado na constituição.

 

 






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.

leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL