Luanda - O governador de Luanda, Higino Lopes Carneiro, pediu, sexta-feira, em Luanda, aos empresários do sector imobiliário a redução dos preços dos imóveis, de modo a possibilitar a aquisição das mesmas por parte de um maior número de cidadãos.

Fonte: Angop/TPA

O responsável, que falava na cerimónia de inauguração do condomínio “Perola do império”, congratulou-se com a iniciativa da Dreal Group, onde também se associa o Banco de Negócio e Investimento (BNI), que estuda mecanismos de créditos habitacionais.


“Reconheço a iniciativa ousada, de maneira a responder os anseios de quem não tem casa e deseja ter uma. Os preços revelados são razoáveis, mesmo assim, ainda considero que se deva baixar”, referiu o governador.


Segundo o governante, deste modo, pensa-se na possibilidade de quem vai comprar e e ao mesmo tempo permitir que todos tenham possibilidade de ter acesso a uma residência.


Disse que, apesar do momento ser marcado pelo abrandamento da economia, gestos semelhantes são gratificantes e revelam ao mundo o desenvolvimento registado neste segmento.


De modo particular, disse, “este tipo de iniciativas fará com que Luanda se modernize, se requalifique e vá de encontro ao plano metropolitano da Província de Luanda aprovado recentemente.


O director do BNI, Mário Palhares, presente no encontro, disse que a intenção do BNI tem como propósito facilitar a aquisição de residências a maior número de angolanos.


O condomínio Pérola Imperial abrange uma área de mais de 220 mil metros quadrados de superfície , com 130 habitações avaliadas num investimento de 420 milhões de dólares .


Os apartamentos tem tipologias que vão desde T2, T3 e T4, com preços avaliados entre 300 a 700 mil dólares americanos.


Os apartamentos, em fase de conclusão, estão a ser construídos pelo grupo china Dreal Group.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: