Lisboa -  O deputado da UNITA, Fernando Domingos Heitor da Costa Francisco, está  em vias de anunciar publicamente a sua desvinculação ao "Galo Negro" para alegadamente se tornar apartidário. A informação foi avançada pelo mesmo num exclusivo ao canal  TV Zimbo, em Luanda,  onde negou de que estaria a caminho do MPLA ou de que teria recebido convite para integrar o próximo governo, caso este partido saia vencedor ás próximas eleições em Angola. 
 
Fonte: Club-k.net
 
A sua renúncia a UNITA acontece num   período de aproximação ao MPLA, que resultou numa audiência concedida  pelo vice-Presidente do partido, João Gonçalves Lourenço, a margem de um  comício de apresentação de candidatura na província da Huíla. 
 
 
De acordo com leituras pertinentes, Fernando Heitor deixou desde algum tempo de mostrar afecto a UNITA. Nas discussões na casa das leis, chegava a votar em sentido oposto a bancada do seu partido, e tornou-se um critico aberto da direção de Isaías  Samakuva. 
 
 
Por altura do congresso partidário, a direção da UNITA revelava-se  indignada   com a sua conduta critica agravadas  com as  informações de que estaria a prestar consultoria  econômica  ao Fundo Soberano de José  Filomeno dos Santos.
 
 
Economista de profissão e Mestre em Desenvolvimento Economico e Social de África, Fernando Heitor aderiu a UNITA,   em 1974, ao tempo em que viveu na província do Huambo.  É dos poucos quadros históricos do maior partido da oposição que nunca esteve nas matas. Ou seja, na sequencia do recuo militar, de 1975,  ele manteve nas cidades, sendo quadro do ministério da Industria de que foi seu Director Nacional do Gabinete de Redimensionamento e Desenvolvimento dos Sectores.
 
 
Com o regresso da UNITA, das matas, e em consequência dos acordos de paz de  Bicasse, de 1992,  Fernando Heitor   integrou  as listas de candidato a deputado pelo circulo eleitoral de Luanda. Fez parte do governo de unidade e reconciliação nacional (GURN) como Vice-ministro das finanças indicado pela UNITA. Na administração de Isaías Samakuva teve responsabilidades acrescidas como a de Primeiro Ministro do Governo Sombra.
 
 
Para além da política, é também professor universitário e dedica-se a trabalhos de consultoria econômica. É um dos mais respeitados economistas do país, e bastante apreciado pela sua frontalidade aos temas que lhe são colocados. 
 
 
Tema relacionado
 


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: