Lisboa – O Tribunal de Contas anulou  o concurso público de ingresso ao sector da educação na província de Benguela face a irregularidades constatadas pelos seus auditores.  A informação consta de um documento do governo provincial  de Benguela que o Club-K teve acesso. 

 
Fonte: Club-k.net
 
Auditores detectaram   irregularidades 
 
Para o efeito o governo de Benguela, através da emissora local anunciou  a realização de um novo concurso publico de ingresso que  terá  novo corpo de jurado presidido por Evaristo Mario Caloba, e Figueiredo Canjando, ambos representantes do sector da educação tal como um representante do gabinete jurídico do governo provincial de Benguela. 
 
 
Os mesmos tem a tarefa de coordenar todas as ações e actos do concurso num período ate 30 de Julho de 2017.
 
 
 
 
 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: