BNA: Funcionários denunciam irregularidades na gestão

Luanda  – O Banco Nacional de Angola (BNA), ainda não reagiu o teor de um “memorando livre” posto a circular em meios bancários  na qual são imputadas graves acusações contra o titular deste instituição financeira,   Walter Filipe da Silva. 
 
Fonte: Club-k.net
 
O memorando escrito por elementos que reclamam ser funcionários do BNA, acusa o governador de ter admitido cerca de 80 funcionários sem que estes tenha cumprido com as normas e procedimentos que regem o banco central angolano. Os admitidos, segundo alegam   terão entrado  desde Março de 2016 a Abril de 2017, são na sua maioria descritos como sendo “amigos” e “familiares” do mesmo.
 
 
A acusação   lembra que “A Estabilidade de um Sistema Financeiro é um bem precioso para uma nação, tal  não tem acontecido”, porque no entender dos autores, “o BNA tornou-se numa instituição onde a corrupção, lavagem  de dinheiro e falta de ética e a promiscuidade dominam o nosso Sistema financeiro”.
 
 
Segundo alegam, o governador Walter Filipe  “propôs a saída de Paixão Júnior do BPC mentindo ao Presidente  que se o Paixão não saísse Angola não poderia receber os dólares dos Estados Unidos, tudo mentira para colocar o seu amigo de infância e de seminário Zinho Baptista  que em menos de cinco meses arruinou o banco dando cabo de todos empréstimos que o BNA fez ao BPC na ordem de mais de mais de trezentos (300) milhões de dólares com empréstimos a empresas fantasmas para além de colocarem mais 60 funcionários novos no BPC sem concurso sem nada e despachar mais alguns dos consultores do BNA para o BPC”
 
 
“O Grande negócio existe aqui no BNA montado pela rede dos indivíduos acima citados são as divisas aqui é onde a rede do Gabinete do Governador e toda a sua turma sabe agir bem  no Âmbito da corrupção que se instalou e todos nós no BNA vemos e não denunciamos com medo que iremos sofrer represálias”, lê-se, na denúncia.
 
 
Os funcionários descontentes dedicam um paragráfo sobre o combate as “kinguilas” declarado por Walter Filipe.  Para os autores da denuncia, “O Governador diz que temos que acabar com o Mercado informal, quando quem alimenta o Mercado informal é ele próprio; O BNA está mal só quando lhe tirarem hão de dar conta do BURACO que aquilo tem e ninguém toma   medidas   o governador  criou empresas para dar divisas divisas frescas dentro da sua rede.”
 
Tema relacionado
 






Debate este tópico nas redes sociais:

Comente com o seu perfil no Facebook







Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

Infográficos