Zaire – I. Introdução: Esta abordagem está dividida em duas fases, na primeira fase se fará uma reflexão a volta da figura do Raúl Manuel Danda, e esta reflexão sobre o percurso do mesmo está subdividida em quatro (4) etapas.

Fonte: Club-k.net

1a Etapa: Raúl Danda como Militar das extintas FALA e como político (está fase começa em 1982 até nos meados de 1991, e se desenrola na UNITA sob liderança do Jonas Savimbi);

 

2a Etapa: Raúl Danda como homem de Cultura;

 

3a Etapa: O regresso "triunfal" de Raúl Danda na UNITA;

 

4a Etapa: "Presente armadilhado" Raúl Danda como Vice-presidente da UNITA.

 

Na segunda fase se fará uma reflexão sobre a forma "milagrosa" que o Raúl Danda ascendeu ao cargo de vice-presidente da UNITA e das implicações que terá esta sua ascensão...

 

II. O percurso do Raúl Danda

 

1a Etapa: Raúl Danda como Militar das extintas FALA e como político

 

Raúl Danda ingressou na UNITA em 1982, e foi para o centro de instrução Militar de Comando Especiais das EX-FALA (forças armadas da UNITA), tendo combatido na RM 45, Huambo, Região Militar 11- Bié, Região 63 - Cuando-Cubango e na Região militar independente de Cabinda, onde atingiria a patente de Coronel das FALA em 1991, a quando da realização do VII - Congresso. Ingressou na Vorgan (Voz da Resistência do Galo Negro) emissora radiofónica da UNITA. Nos meados de 1991, depois da renúncia dos seus parentes mais próximos na UNITA, e em função dos apelos dos mesmos, para que o fundador deste movimento não "silenciasse", o mesmo, o Raúl Danda deixava a UNITA... E em 1992, através da TPA, o mesmo denunciava os actos bárbaros que eram praticados pelo Jonas Savimbi...

 

2a Etapa: Raúl Danda como homem de Cultura

 

Depois da sua passagem na TRD (Tendência de Reflexão Democrática) e depois da passagem do mesmo na Embaixada dos EUA em Angola como funcionário desta embaixada... como homem de Cultura, o Raúl Danda participou em diferentes novelas... mas importa salientar a sua participação na novela reviravolta. Por ironia do destino o mesmo acabou de fazer uma reviravolta...

 

3a Etapa: O regresso "triunfal" de Raúl Danda na UNITA

 

Nas eleições de 2008, o Raúl Danda integra a lista de deputados da UNITA, um regresso "triunfal"... E nas eleições seguintes assume as funções de presidente da bancada parlamentar da UNITA.

 

4a Etapa: "Presente armadilhado" Raúl Danda como Vice-presidente da Unita

 

Raúl Danda sob proposta de Isaías Samakuva assume a função de vice-presidente da UNITA. Mas está ascensão do Raúl Danda, lhe coloca numa situação muito delicada. Se a UNITA tiver um resultado favorável, isso terá um reflexo positivo para o mesmo, mas se tiver um desaire isso terá um reflexo negativo ao mesmo. Pois há uma contestação no seio da UNITA, devido está ascensão "milagrosa" do Raúl Danda, em função do passado do mesmo. E o Isaías Samakuva largou um activo como Fernando Heitor, mas segurou firmemente o Raúl Danda, o que pretende o Isaías Samakuva com este gesto? Qual é a mensagem que pretende passar?

 

III. Raúl Danda o bode expiatório?

 

O Isaías Samakuva no seio da UNITA e não só, não goza de uma boa reputação, há uma forte contestação do seu consulado. Pois os militantes da UNITA e alguns na sociedade civil tinha esperança de que o Isaías Samakuva ao suceder o Jonas Savimbi, traria êxitos e algum equilíbrio... mas desde que o mesmo assumiu o cargo de presidente deste partido tem somado derrotas atrás de derrotas. Vejamos os resultados que a UNITA obteve nas eleições que já foram realizadas no país.

 

-Nas eleições de 1992 realizou-se simultaneamente as eleições presidências e as legislativas, e a UNITA obteve os seguintes resultados: Nas legislativas teve 34% de votos, que perfaz um universo de 70 deputados e nas presidências o Jonas Malheiro Savimbi teve 41% de votos.

 

- Nas eleições de 2008, a UNITA obteve 10% de votos que perfaz um universo de 16 deputados.

 

-Nas eleições de 2012, a UNITA obteve 18, 66% de votos que perfaz um universo de 32 deputados. (fonte CNE).

 

Nestes resultados obtidos pela UNITA nas eleições que já foram realizadas em Angola, se notam claramente que a UNITA sob liderança do Isaías Samakuva esta tendo resultados desastrosos, a liderança do Isaías Samakuva é um fiasco... e o mesmo ganhou a fama de ser o presidente do partido político, que mais perde quadros dos pesos pesados. Pois devido ao seu apego ao poder deixou sair um activo como o Abel Chivukuvuku, e mais outros activos. A UNITA está perdendo quadros com um certo carisma ao nível interno e externo e paulatinamente o Isaías Samakuva está ficando só com os bate palmas ou os sim chefe... Nas duas eleições que participou e que a UNITA esteve sob a sua liderança, se nota que houve uma redução considerável no número de deputados que a UNITA obteve nas eleições de 1992. Nas eleições de 2008 era um facto concreto que o MPLA venceria, devido os acontecimentos do pós eleições de 1992.

 

Mas nas eleições de 2012, já houve uma exigência da parte dos militantes deste partido, para que houvesse resultados satisfatórios, mas isso não chegou de acontecer, e antes destas

 

eleições o Isaías Samakuva fez algo que induziu uma parte significativa dos seus militantes e do povo a se abster, e se o mesmo fosse um democrata como ele diz ser, colocaria o seu cargo a disposição. Iria se demitir no cargo de presidente da UNITA. Pois um dia antes destas eleições não se sabia se a UNITA ia ou não às eleições, pois uma parte da UNITA era apologista de que a UNITA não podia participar nestas eleições e a outra parte da UNITA era apologista da participação da UNITA nestas eleições. E essa indecisão que se verificou até no dia destas eleições acabou por afastar muitos eleitores das urnas. Pois o Isaías Samakuva não assumiu de facto o seu papel de líder da UNITA. Voltando a questão que levantei um pouco atrás, o Isaías Samakuva ao largar, um activo como Fernando Heitor, e segurar firmemente o Raúl Danda, o que pretende o Isaías Samakuva com este gesto? Qual é a mensagem que pretende passar?

 

Esse acto do Isaías Samakuva pode ser analisado em dois ângulos. No primeiro ângulo se pode concluir que este acto visa obter o voto do povo da qual o Raúl Danda é originário, mas Cabinda é círculo eleitoral que só elege cinco deputados, logo mesmo que um partido obtenha estes cinco deputados, não venceria o pleito eleitoral. Mas o Isaías Samakuva ao colocar o Raúl Danda como vice-presidente da UNITA, não quer dizer que vencera no círculo eleitoral na qual o seu Vice é originário...

 

No segundo ângulo se chega a concluir que o Isaías Samakuva propõe o Raúl Danda como Vice-presidente, com o objectivo de usa-lo como um bode expiatório, pois o Isaías Samakuva tem consciência de que as makas internas do seu partido, lhe transformaram num factor de desunião do que de União na UNITA, lhe transformaram num factor de fracasso da UNITA... e se apercebendo do desaire que o partido sob a sua liderança terá nas próximas eleições, então propõe ao lugar de Vice presidente do seu partido. Alguém sem carisma na UNITA, alguém que "ontem" foi chamado de traidor, alguém que os seus pronunciamentos antes das eleições de 1992, tiveram uma influência no resultado eleitoral que a UNITA obteve... mesmo com uma contestação visível e invisível desta sua aposta acabou por leva-la avante, mesmo sabendo que o Raúl Danda como Vice-presidente da UNITA não tornaria a UNITA coesa, mesmo sabendo que o Raúl Danda não traria mais-valia a UNITA... mas fez do Raúl Danda de Vice- presidente da UNITA. Se ele ao apostar em Raúl Danda tinha a noção que o Raúl Danda como vice-presidente da UNITA não traria mais-valia na UNITA... só se chega a concluir que o Raúl Danda para o Isaías Samakuva é um bode expiatório! E faltou o discernimento da parte do Raúl Danda, pois não se apercebeu que recebeu um presente armadilhado nas mãos do Isaías Samakuva e da UNITA. Pois a conferência de imprensa de 1992... "não foi enterrado"... por isso uns já lhe recordaram de que é um desleal e não merece estar onde está...

 

Enfim o Isaías Samakuva se nega a ficar com as culpas, mas encontrou alguém que poderá ficar com as culpas, e é uma forma "inteligente" que "encontrou" de fazer com que o Raúl Danda pague pelos actos que praticou antes das eleições de 1992, pois tiveram alguma influência no resultado eleitoral que a UNITA obteve... O Raúl Danda ao aceitar este cargo de vice-presidente da UNITA cometeu um suicídio político... Pois passou a ser o bode expiatório... 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: