Washington –  O Chefe do  Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE), comissário Eduardo Filomeno Bárber Leiro Octávio declinou recentemente uma proposta dos funcionários que visava   solicitar a Imogestin a  requisição  directa de casas nas centralidades do Capari (Bengo) e Km44 (Luanda), para o regime de venda aos quadros desta instituição.  
 
Fonte: Club-k.net
 
Perante a proposta, que lhe foi  apresentada,  o diretor da secreta remeteu incialmente o documento ao departamento jurídico com os dizeres “averiguar se a modalidade é viável” acabando por defraudar os funcionários. 
 
 
A reação do responsável provocou uma surda contestação interna, interpretada como o seu distanciamento no   interesses dos funcionários. Entre as lamentações feitas, há  discretos  comentários    ilustrando   que no tempo do antigo diretor Sebastião Martins, o SINSE era mais reflexível aos quadros. 
 
 
Recentemente o delegado do SINSE no Bié, identificado por “Sangue” teve uma crise vascular   e teve de ser evacuado para Luanda onde se encontra internado. De acordo com pareceres, se fosse no tempo de Sebastião Martins,  este caso teria sido tratado num quadro mais humanitário e o delegado provincial  seria  evacuado para o exterior do país. 


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: