Lisboa -   Depósitos da empresaria angolana Isabel dos Santos foram congelados no Banco “FBME Bank Ltd”  da Tanzânia, instituição financeira  que encerrou  desde  Maio passado,  por suspeita de lavagem de fundos  de origem duvidosa. 
 
Fonte: Club-k.net
 
 Guardou dinheiro num  banco usado pela máfia rússia 
 
O Jornal  “Ásia Sentinel” que  avançou com a informação, não precisa quanto é que Isabel dos Santos tinha no “FBME Bank Ltd”  mas por outro lado,  cita o ditador Teodoro Obango  da Guine-Equatorial e seu filho  como tendo efectuado o deposito de US 70 milhões de dólares neste mesmo banco,  no ano de  2011.
 
 
O banco FBME  foi criado por empresários libaneses e tinha como seus principais clientes uma destacada  rede  pertencente  a  máfia  russa como Mikhail Prokhorov, o terceiro homem mais rico da Rússia. 
 
 
Em 2014, a  Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN), uma agência do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, que coleta dados e informações transacionais financeiras para combater o branqueamento de capitais nacional e internacional, para o  financiamento do terrorismo e outros crimes financeiros, acusou o banco FBME Bank Ltd  de facilitar  transações financeiras para  organizações multinacionais de crime organizado e ao Hezbollah.
 
 
Tais ligações fizeram com que o Tribunal federal de Washington ordenaram com que  o sistema financeiro americano cortasse relações com o FBME Bank Ltd. No seguimento das pressões, o Banco Central  da Tanzânia interrompeu a 5 de Maio  todas as operações bancárias da FBME Bank Ltd,  revogando  a sua licença  e colocou-o  em liquidação por via de um Conselho de Seguro de Depósitos.
 


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: