Luanda - O cabeça-de-lista do MPLA às eleições gerais angolanas, João Lourenço, deu hoje uma aula sobre "como votar", na cidade do Dundo, capital da província da Lunda Norte, no leste do país, onde contactou milhares de militantes.

Fonte: Lusa

Depois de ter estado já em fevereiro, em pré-campanha, no Dundo, João Lourenço voltou hoje à cidade, onde manteve, antes do ato político, um encontro com o Rei Mwene Muatxissengue wa Tembo.

 

O também vice-presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e candidato à sucessão de José Eduardo dos Santos na Presidência da República angolana, dedicou todo tempo a explicar detalhadamente aos presentes a forma como votar no dia 23 de agosto, auxiliado por um simulador do boletim de voto.

 

O político referiu que a sua presença no Dundo dá continuidade à marcha que vai levar o partido à vitória, sempre por entre indicações sobre o número 4, ou seja a posição do MPLA no boletim de voto.


"Para isso acontecer todos nós temos que aprender como votar corretamente, não é nada complexo, não é difícil, é simples, mas sendo simples, precisamos de aprender", disse João Lourenço, apelando àqueles que já votaram noutras eleições a ensinarem os que votam pela primeira vez.

 

Exortou os eleitores a não levarem cores partidárias no dia da votação, sob pena de não poderem exercer o seu direito de voto.

 

Ainda na Lunda Norte, o cabeça-de-lista do MPLA às eleições gerais visitou as obras de reabilitação da barragem de Luachimo, que vai beneficiar cerca de 10.600 famílias e também os serviços da indústria mineira, abrangendo os municípios do Chitato, Cambulo e Lucapa, fazendo igualmente parte do sistema elétrico do leste, com interligação à central do Chikapa e do Chiumbe-Dala.

 

Com um financiamento do Estado angolano, de mais de 200 milhões de dólares (169 milhões de euros), esta obra esteve a cargo de uma empresa chinesa, cuja finalização vai permitir a produção de 34 MegaWatts de eletricidade.

 

João Lourenço pernoita hoje na cidade do Dundo, para sábado proceder ao ato político, com um comício pela manhã.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: