Lisboa -  A morte recente   de uma menina de 15 anos de idade, no município de Viana, está  a embaraçar a imagem do comandante da divisão de Policia de Viana, Francisco Noticia Baptista,  numa altura em que o mesmo foi promovido a sub-comissário através da Ordem do Comandante-Em-Chefe n.º 13/17.

 
Fonte: Club-k.net
 
Caso de impunidade 
 
O embaraço tem haver com a menina que perdeu a vida  em consequência de um acidente provocado pelo irmão de Francisco Noticia Baptista.  
 
 
Tudo aconteceu recentemente quando  o   irmão do comandante de Viana   atropelou uma menina de 15 anos que acabaria de perder a vida ao ser levada  para uma clinica  em Viana, para reeber os primeiros socorros.  Postos na unidade hospitalar, os técnicos da saúde   informaram que a menina havia perdido  a vida fora do hospital e neste caso sendo uma morte extra hospitalar, o assunto deveria ser reportado junto a esquadra da Policia Nacional.  
 
 
O assunto gerou discórdia uma vez que o causador do acidente tentou contrariar a versão dos técnicos de saúde alegando que a menina chegou viva ao hospital. 
 
 
Postos na esquadra, para reportar a morte da menina, o autor do acidente mudou de postura tentando intimidar  com alegações de que telefonaria para o seu irmão  que é o comandante da Policia de Viana.   Uma das  familiares da vitima chegou a chamar-lhe a atenção de que eram estes tipos de intimidação que tem prejudicado a imagem do comandante Francisco Noticia, notabilizado por praticas menos boas. 
 
 
De acordo com familiares da vitima o autor do acidente ficou impune havendo suspeitas de que tal tenha acontecido pelo facto de o  irmão ser o responsável da divisão da policia de Viana, divisão onde foi feita a participação da morte da menina. 
 
 
 Francisco Noticia,   o irmão do autor do atropelamento que provocou a morte da menina,  é uma figura com antecedentes menos bom junto a sociedade angolana. Foi o comandante em exercício de Viana, quando aconteceram os  assassinatos  de Joãozinho e Mizalaque que deram lugar ao caso “Quim Ribeiro”. Em Julho de 2012,  enquanto comandante do Sambizangga, Francisco Noticia espancou o activista Pedro Malembe  ligado ao  Movimento Revolucionário causando hematomas e marcas  da tortura que este jovem tem hoje no rosto. 

 




DEBATE ESTE TÓPICO NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE ESTE TÓPICO NO ANÓNIMATO: