Bancos angolanos recuperam em 2018 mas continuam vulneráveis ao petróleo - Consultora BMI

Luanda - A consultora BMI Research considera que os bancos angolanos vão recuperar da crise em 2018, mas o clima de baixo crescimento económico e constrangimentos de liquidez vai manter-se, expondo a vulnerabilidade da banca ao setor petrolífero.

Fonte: Lusa

"Os bancos comerciais em Angola vão continuar em dificuldades devido ao clima de baixo crescimento económico e constrangimentos de liquidez, mas o aumento da produção de petróleo e a reestruturação de alguns bancos estatais vão possibilitar alguma recuperação em 2018", diz esta consultora britânica.

 

Numa nota sobre o setor bancário em Angola, enviada hoje aos investidores e a que a Lusa teve acesso, os analistas dizem que, apesar disso, "o setor permanece vulnerável dada a grande dependência da indústria petrolífera em fase descendente".

 

As dificuldades da banca em Angola manifestam-se "na forma de pouca procura de crédito, fraca qualidade dos ativos e uma falta de liquidez de dólares nos próximos trimestres", acrescentam os analistas.


A forte exposição ao setor da indústria petrolífera, que desde 2014 enfrenta uma crise devido à descida dos preços, levou os bancos a "pedirem um resgate financeiro ao Estado para injetar liquidez no sistema financeiro".

 

A agência de notação financeira Fitch alertou em março para uma falta de liquidez em vários bancos angolanos, incluindo o estatal Banco de Poupança e Crédito.

 

A BMI Research acredita que esta "falta de liquidez vai manter-se como um obstáculo para os bancos comerciais nos próximos meses, exacerbada pela fraca procura de crédito no setor do petróleo e na economia em geral".

 







Debate este tópico nas redes sociais:

Comente com o seu perfil no Facebook







Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

Infográficos