Lisboa –  Médicos em Espanha declararam nesta manha (31) que o   general João Baptista de Matos está   clinicamente morto estando   neste  momento  nos cuidados intensivos  ligado  às maquinas.
 
Fonte: Club-k.net
 
Médicos informam  que o quadro é irreversível
 
Apesar de os profissionais de saúde terem informado que o quadro é irreversível e nada mais a fazer, os familiares se recusaram a proceder a autorização para que às maquinas que o suportam sejam   desligada. 
 
 
O Club-K soube que no   seguimento de alaridos que correm em Luanda,  as autoridades angolanas contactaram um irmão seu, igualmente  oficial superior das FAA, brigadeiro Adolfo César de Matos para  fazer a ligação com as altas instancias do país.  
 
 
O general João Baptista de Matos, 62 anos,  foi  primeiro chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas,  e desde alguém tempo que passou a viver entre Luanda,  Mônaco e Marbella (Espanha),  neste último a receber tratamento médico em Barcelona. 
 
 
A imprensa estrangeira descreve –lhe   como um dos mais conceituados generais das Forças Armadas Angolanas, que ajudou a criar, a 09 de outubro de 1991, e vivia entre Espanha e Angola há vários anos, sendo públicas as participações que detinha em várias empresas.
 
 
Chegou a liderar a força militar angolana enviada para a República Democrática do Congo, a pedido do então Presidente Laurent-Désiré Kabila, na guerra civil que atingiu o país vizinho, em 1998.
 
 
Foi chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas entre 1991 (antes das primeiras eleições angolanas) e 1999.
 


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: