Luanda - Recentemente, uma série de artigos de mídia foram publicados com alegações infundadas e informações incorrectas sobre o Fundo Soberano de Angola (FSDEA).

Fonte: FSDEA

O FSDEA divulgou a sua resposta a cada uma das questões feitas pela mídia, no entanto, os factos foram mal interpretados nos artigos.

 

Gostaríamos de reiterar que o FSDEA realiza operações de forma legítima e responsável em todas as jurisdições.

 

O FSDEA possui políticas e procedimentos rigorosos para garantir que todas as transações e investimentos realizados na sua carteira atendam aos mais altos padrões regulatórios. Além disso, o FSDEA divulga resultados auditados de forma independente sobere os seus investimentos em private equity e valores mobiliários internacionais.

 

Os resultados auditados mais recentes mostram ganhos líquidos significativos, que foram derivados principalmente de investimentos em private equity. Este é um testemunho da implementação bem sucedida da política do FSDEA, apesar do difícil contexto que a economia angolana tem experienciado desde 2014.

 

Desde 2015, os sete sectores de investimento estabelecidos pelo FSDEA visaram os activos com forte potencial comercial que tinham sido subvalorizados como resultado da desaceleração dos preços das mercadorias.

 

Todos os investimentos em private equity executados são obrigados a cumprir os requisitos das directrizes de investimento definidas pelo Conselho de Administração do FSDEA e aprovado pela Comissão de Serviços Financeiros da República das Maurícias para cada investimento colectivo.

 

Em toda a região da África Subsaariana, com ênfase especial em Angola, os sistemas de investimento colectivo têm seleccionado activos em vários sectores que agregaram mais valor aos investimentos do FSDEA através dos valores mobiliários realizados ao longo dos últimos três anos. Os rendimentos de capital alcançados em 2016 demonstram o sucesso da estratégia de investimento do FSDEA.

- Fim –

Sobre o Fundo Soberano de Angola

O Fundo Soberano de Angola (FSDEA) é um Fundo Soberano pertencente integralmente ao Estado da República de Angola. O Fundo foi criado de acordo com as normas internacionais de governação e vem diversificando gradualmente a sua carteira de investimentos através de alocações de capital a vários sectores e classes de activos, de acordo com a sua política de investimento. Ao privilegiar investimentos financeiros de longo prazo, o Fundo desempenhará uma função importante na promoção do desenvolvimento social e económico de Angola e na geração de reservas para os cidadãos angolanos.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: