Lisboa – A ex-PCA da Empresa de Comercialização de Diamantes - SODIAM, E.P, Beatriz Jacinto Antônio de Sousa,  manifesta  revelia em abandonar o gabinete destinado ao responsável máximo da empresa    dificultando a entrada do seu  sucessor  Eugénio Pereira Bravo da Rosa. 
 
Fonte: Club-k.net
 
Há semana passada o novo PCA Eugénio Pereira Bravo da Rosa  fez-lhe uma comunicação  convidando-a  abandonar o   7º andar, da Rua Rainha Ginga nº87,   onde fica  a sede da SODIAM.  Eugénio Pereira Bravo da Rosa  aproveitou a ocasião para comunicar a sua antecessora que irá ser acomodada como assessora do novo conselho de administração tendo lhe enumerado as regalias pela  qual terá direito.
 
 
Beatriz  de Sousa, faz parte da antiga  família presidencial por afinidade e por ser  irmã de Bento de Sousa, ex-esposo da  irmã mais nova  de JES, de sua graça Marta dos Santos. A sua exoneração  apanhou -lhe de surpresa, uma vez que foi nomeada em Julho do corrente ano. 
 
 
Em meios competentes   alega-se que a sua  resistência em não abandonar o antigo gabinete serve para  ganhar espaço de forma a apagar algumas pistas que a possam comprometer, uma vez que o novo Chefe de Estado  ordenou uma inspeção a Endiama e a Sodiam.  No decurso dos trabalhos de inspeção Beatriz Sousa foi atentada a prestar esclarecimento de como em três meses -  desde a sua nomeação –  houve o descaminho de 7 milhões de dólares dos cofres da empresa. 
 
 
São -lhe também imputadas práticas nepotistas, por reflexo da sua iniciativa de ter empregado 5 familiares directos na Sodiam, com destaque para o próprio filho.


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: