Luanda - Vem aí o 10 de Dezembro. O primeiro grande momento de massas que o MPLA vai assinalar na era João Lourenço como Presidente da República e José Eduardo dos Santos, Presidente do MPLA. Vão estar juntos? Antigamente o Presidente e o Vice-presidente do MPLA estariam presentes. Senão ocorrer quem vai presidir o acto se um não estiver justificadamente ausente? Estou para ver. Minha curiosidade alvoroça-se de querer saber.

Fonte: Club-k.net

Se o Presidente do MPLA não estiver disponível a ir como poderá o Vice-presidente do MPLA e Presidente da República dirigir um acto de massas se ele diz ser Presidente de todos angolanos sem distinção?

Mas o que mesmo quero ver é se essa nova era vai permitir que a utilização dos recursos do estado para a realização do acto central do MPLA vai continuar. Sinceramente não pretendemos ver mais esses abusos e impunidades.

Será que vão usar os carros e outros meios das administrações Municipais, Comunais e de Ministérios para sustentar essa actividade?

Será que esses mesmos órgãos do Estado estarão tentados ou já esquematicamente requereram fornecimentos ou serviços com preços empolados às empresas de seus militantes ou não e esses aparecerem como “doadores” da actividade precisamente com o valor da margem empolada ou com promessas de adjudicações futura de negócios para cobertura das “doações”?

Pena ou sorte é que o dia ocorrerá num domingo pois gostaria de ver se tal não ocorresse se, se iria realizar palestras dedicadas à esse histórico momento mas duma grandeza essencialmente partidária, precisamente em hora de expediente laboral e de maneira a forçar que os funcionários do MPLA, os medrosos ou mal informados e estudantes lá tivessem de se deslocar em contraponto com as necessidades dos utentes dos serviços públicos e das suas regras.

Esse dia e um dia memorável não há dúvida. Marcou e marcará para todo sempre o povo angolano. A heroicidade. O desafio. O arrogar contra o colonialismo. Mas não deve ter aproveitamento para a realização de actos de corrupção, para desvio de bens públicos e para a realização de actos contra a probidade.

Quero ver agora e na prática a postura do PR nesse dia, os membros do seu Governo e os Governadores/1º Secretários do MPLA reconduzidos. Quero ver se a máquina do MPLA funcionará sem a boleia dos órgãos e agentes do estado. Se tal ocorrer aí sim acreditarei que efectivamente as reformas estão para vir e para se levar muito à sério.

E que o MPLA não se esqueça de convidar os outros partidos na cerimónia e que também comece a estar presente nas cerimónias dos outros partidos.

Quero ver a inspecção do estado a funcionar nos casos de violação nesse dia. Porque não nesse dia e outros similares de se emitir uma ordem de parqueamento nacional de viaturas do estado, salvo as estritamente necessárias para os devidos efeitos do serviço público para que muitos não tenham a tentação voluntária ou por hábito involuntário de continuarem a fazer o que foi sempre errado: a utilização de meios do estado para apoio a Partidos.

Meus amigos. Vigilância. Vigilância. Vigilância.

Vamos fazer aqui nesse clube uma exposição com as fotos das viaturas do estado usadas nos actos do 10 de Dezembro desse ano mencionando-se os organismos que pertencem e os locais e hora onde estiveram.

Arranquemos todos juntos para se corrigir o que está mal e melhorar o que está bem.

Quero ver agora nova a inspecção-geral do estado. O país está em crise, não deve esbanjar recursos e leva à cabo a nova era de reformas comportamentais e de políticas.

Quero ver só o que vai acontecer.

Façamos as coisas dentro da lei, ética e moral estabelecida.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: