Lisboa – Depois do caso da rede de “burla Tailandês” e do caso “burla de 50 milhões de dólares” protagonizada por amigos de Zenu dos Santos, fontes competentes revelaram  ao Club-K que um terceiro escândalo de burla milionária que está a desenvolver-se, tem haver com um charlatão da Costa do Marfim que aportou em Angola prometendo as autoridades locais financiar a  construção de uma nova cidade moderna na província de Benguela. Os planos se cruzam com as promessas eleitorais do Presidente João Lourenço em transformar esta região do litoral  numa nova Califórnia.

Fonte: Club-k.net

Prometeu financiar a construção de uma nova cidade de Benguela

Trata-se de Dabide Dabire (na foto). Um suposto empresário que esta neste momento hospedado no hotel Talatona em Luanda e que tem todo apoio das autoridades angolanas que colocaram a sua disposição agentes de segurança para a sua proteção na capital do país. Dabide Dabire tem se reunido com altos funcionários do regime abordando sobre eventuais parcerias e pede a estes que entrem com pequenas participações, nos projectos em que ele estará como financiador principal.

 

Desde que começou a frequentar Luanda, Dabide Dabire teve contactos ao mais alto nível tendo sido recebido, na altura pelo   ex-Presidente José Eduardo dos Santos. Teve também dois contactos com o actual Presidente, João Lourenço. O primeiro,  ainda nas vestes de candidato as eleições pelo MPLA, e  depois como Chefe de Estado angolano. Dabide Dabire prometeu investir 8 bilhões de dólares americanos  em Angola, cujos   projectos se estenderiam pela construção de um porto de aguas profundas ,  uma zona industrial no sul do país e outros. 

 

Um pequeno detalhe terá despertado atenção suscitando assim desconfiança em torno deste suposto investidor estrangeiro. Dabide Dabire prometeu  fundos e mundos as autoridades angolanas, mas ao tempo o hotel centro de convenções de Talatona, tem constantemente o ameaçado com despejo porque não paga as despesas diárias. Dabide Dabire alugou neste complexo hoteleiro duas residências ao estilo presidencial que causam a aparência de se tratar de uma alta figura de negócio.

 

Das duas residências no hotel HCTA, uma é usada como seu aposento privado  e outra como seu escritório onde recebe as entidades angolanas. Quando recebe uma visita,  Dabide Dabire procura causar uma boa impressão mostrando vídeo sobre a sua vida empresarial com imagens  a descer em jactos privados na Itália e em outros país. Por não falar português as autoridades colocaram a sua deposição um tradutor oficial, Esmeraldo Chinguto, igualmente tenente-coronel das forças armadas angolanas.

 

Segundo apurou o Club-K, a PGR que foi alertada sobre a possibilidade de Dabide Dabire não ser o que mostrou ser as autoridades angolanas, já esta a sondar como  o escândalo envolvendo esta figura se poderá tornar num outro embaraço para o executivo de João Lourenço, dado aos meios de Estado a sua disposição.

 

No seu site profissional (http://www.dabinedabire.com), Dabide Dabire é apresentado como um empresário de renome internacional e Presidente de vários grupos empresarias como o grupo “Futuro de Africa” que tem supostamente financiado muitos projectos no continente.

Acusações internacionais de episódios de burla

Ao mesmo tempo, o site https://foahq.com faz uma chamada de atenção alertando que Dabide Dabire é um burlão bem apresentado que tem enganado muitas entidades inclusive a grupos italianos na qual se faz apresentar como potencial parceiro nos negócios. O site em causa, adianta que ele é um elemento bem apresentado causando boa aparência aos seus interlocutores.

 

O mesmo site trás ainda cartas de empresários de vários países testemunhado como opera rede de Dabide Dabire e como o mesmo alicia os empresários locais a se tornarem seus sócios nos negócios que não existem.


Extrato do depoimento de um cidadão americano vitima de Dabide Dabire

“Meu nome é [re], eu sou o proprietário de um negócio de limpeza a seco em Beverly Hills, Califórnia.”

 

“Conheci o Sr. Dabine Dabine pela primeira vez em 2005 e pela segunda vez em 2009; As duas vezes ele veio ao meu local de trabalho.”

 

“Ele usa roupas caras, hospeda-se nos melhores hotéis, viaja em primeira classe e sempre tem algumas pessoas ao seu redor que o tratam como um rei. Não há como dizer que ele não é nada, especialmente se você não está em uma boa posição financeira. ele promete um emprego e um futuro muito bom com a sua empresa. Ele sempre teve mapas e impressões azuis, fotos e vídeos, três ou quatro telefones celulares, canetas e malas mais caras - tudo feito sob medida.”

 

“Quando você toma tudo isso e adiciona um plano de imaginação para salvar o continente africano da miséria e da fome, até mesmo empregos para europeus e americanos, que podem dizer não a nada que este homem peça? Um bom futuro para você, um bom futuro para sua família, um trabalho de prestígio e salvar milhões de crianças africanas de fome e doença era como um vídeo correndo em minha mente cada vez que o via.”

 

“Naturalmente, você se torna seu apoiante, defensor, especialmente com seu rosto pacífico e voz amável e calma.”

 

“Para mencionar apenas um pequeno exemplo: eu estava ir com ele para muitas concessionárias de automóveis. No ano passado, quando o acompanhei para um revendedor de Cadillac em Los Angeles - porque o inglês não era bom (a propósito, ele falava italiano, francês e algumas línguas africanas, era meio difícil para alguém conhecer a sua natureza e intenções). Ele me perguntou em um inglês quebrado para pedir 70 Cadillac, o vendedor de carros quase caiu da cadeira. E o negociante do carro pediu-lhe "com certeza 70 como em 7-0» !!!? YEEEESSSS, eu disse, é o que o "presidente" está perguntando.”

 

"Outro exemplo, através dos meus contatos com uma empresa de segurança Isreali encabeçada por um amigo meu. Ele queria segurança 24 horas por dia, guardas armados que custariam milhões de dólares por ano. O meu amigo, que é um consultor de segurança muito experiente para grandes empresas e estrelas de cinema, sempre me perguntava com humor: "O que diabo o Sr. Dabire está a fazer que precisa de tantas guardas armadas por 24 horas. Diga-lhe que na América, os guardas de segurança não podem levar armas e tanques. Somos profissionais e temos nossos próprios métodos ».

“Eu realmente quero reduzir esta carta, tenho certeza de que há muitos outros que têm histórias engraçadas e dolorosas para contar. Eu só queria poder encontrá-lo um dia e deixá-lo saber quanto dano e dor ele me causou simplesmente ao entrar nos meus negócios e na minha vida.”

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: