Lisboa – Armando Manuel, o ex-ministro das finanças de Angola (de 2013 a 2016) que agora trabalha como perito em Gestão de Finanças Públicas do Fundo Monetário Internacional (FMI) foi convidado para participar como orador na 18a edição do prestigiado “Les Rencontres economiques”, que decorre de 6 a 8 de Julho na cidade de Aix-en-Provence, no sul da França. Christine Lagarde, a diretora-geral do FMI também esteve presente  neste importante fórum francês.


Fonte: Club-k.net

Ex-ministro angolano esta desde 2017 a trabalhar para o FMI

Trata-se de um fórum econômico promovido pela “Le Cercle de economistes” (circulo dos economista, na versão portuguesa), um “think Tank” que reúne anualmente figuras renomadas das ciências econômicas com o objetivo de reflectir o actual quadro econômico da França, da Europa e do mundo, em general.

 

O ex-governante angolano, segundo dados em posse do Club-K,  partilhou neste sábado (7), o painel com a ex-ministra da justiça de França, Loraine Vabres-Tranié, com o PCA da Autoridade de Serviços Financeiros de Dubai, Saeb Eigner, com a advogada da firma internacional Morgan Lewis, Suet-Fern Lee, e com o administrador do Deutsche Bank, da Alemanha, Nicolas Moreau. A moderação coube a Anne-Laure Jumet, responsável dos serviços econômicos da emissora francesa Europa1.

 

Bruno Le Maire, o Ministro francês da econômica que também participou no debate fez manchete ao acusar os EUA de querer dividir a França e a Alemanha, na questão do comercio internacional.

 

Os Encontros Económicos de Aix-en-Provence, tem como objetivo ativar o debate econômico em nível nacional e internacional, bem como contribuir para uma melhor compreensão das questões econômicas. Todas as sessões e debates podem ser acompanhados ao vivo no site oficial dos Encontros Econômicos de Aix-en-Provence e no canal do YouTube do evento, que também abriga entrevistas com palestrantes conduzidos por estudantes de jornalismo. Mais de 100 jornalistas (impressa, rádio e televisão, mídia online) fazem-se presentes no evento.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: