Luanda - O Governo angolano vai lançar uma vasta campanha de sensibilização junto da população visando ajudar a combater os crimes ambientais sobre a fauna e flora selvagens em Angola, disse esta quarta-feira a ministra do Ambiente.


Fonte: lusa

Paula Francisco Coelho falava aos jornalistas no final dos trabalhos do «workshop» sobre Metodologia de Avaliação Institucional do Consórcio Internacional sobre Combate a Crimes contra a Vida Selvagem e Florestas (ICCWC, na sigla em inglês), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Interpol.



«Já há um trabalho de implantação de alguma matéria de visibilidade e de sensibilização nos postos de fronteira, nomeadamente nos aeroportos, para que todos os cidadãos possam ser advogados da proteção da nossa biodiversidade nacional», sublinhou a ministra angolana.

 


A título de exemplo, Paula Francisco Coelho adiantou que vai ser lançado, em breve, o programa «Disque Denúncia Ambiental», projeto para o qual será disponibilizado um número telefónico para onde quem presenciar crimes ambientais poderá ligar.

 


«Só assim, de forma conjunta, vamos conseguir colmatar estas questões e reduzir o abate indiscriminado das espécies», sublinhou a governante angolana, lembrando que Angola já assinou a Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (CITES, na sigla em inglês).

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: