A carregar...

Funcionário denuncia suposta má fé da Clínica Girassol

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 4.00 (1 Voto)

Luanda - Publicamos na integra a denuncia, enviada ao Club-K,  de um funcionário da clinica Multiperfil que prefere manter-se no anonimato para não ser penalizado pelas praticas já conhecidas.


Fonte: Club-k.net


Falsidade na Clinica Girassol - Sou funcionário da Clínica Girassol a mais de 3 anos, tendo findado um contrato por tempo determinado, com a empresa Excelmed (Angola Offshore Service)que era apenas a empresa que fez a seleção e recrutamento do pessoal, que depois passou a ser a empresa gestora do pessoal (Excelmed para o pessoal da área Clínica e Angola Offshore Service para o pessoal administrativo) que no fundo são a mesma empresa.

 

 Mas quando fez-se o anuncio deste concurso no jornal na havia menção de nenhuma destas empresas e o pessoal apenas sabia que estava a concorrer para adesão a uma Clínica que pertencia a Sonangol, depois de termos feitos todo o processo e sermos aprovados, foi nos dito que deveríamos assinar um contrato por tempo determinado com a empresa Angola Offshore Service e Excelmed, que na altura era totalmente desconhecida para a maior parte do pessoal, e que este contrato só teria validade de três anos e depois assinaríamos um contrato por tempo indeterminado com a empresa patronal que neste caso é a Girassol, já se passaram os três anos como é previsto na lei geral de trabalho, e a propria Clínica Girassol como entidade patronal não quer passar o contrato por tempo indeterminado, obrigando os trabalhadores assinarem pela Angola Offshore Service e Excelmed, e ainda por cima disso, estão a dizer que os três anos não contaram para nada e que nos começaremos tudo do zero atropelando a lei geral de trabalho que diz no seu artigo 18 linea 4 que depois dos três anos de contrato por tempo determinado o novo contrato passa a ser um contrato por tempo indeterminado mais que a antiguidade dos funcionários conta a partir do contrato por tempo determinado, e também tem se visto novos trabalhadores que são familiares dos membros da direcção da Clínica assinarem contrato por tempo indeterminado com a Clínica Girassol, o que é uma falta de justiça autentica para os funcionários, pedimos a intervenção e ajuda do ministério do trabalho e as entidades de direito.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 Anónimo 12-07-2013 17:29 #43
Até parece que não sabe como é Angola!!!!
0 mari 17-06-2011 09:57 #42
e de conhecimento de todos que o petroleo e de todo povo angolano e foi com o dilheiro do petroleo que construirom esta clinica se
porque nao gastam o dilheiro do petroleo para fazer um hospital publico com as mesmas condiçoes que a girassol que ja foi pra la ja viu aparelhos que se tem la e de ultma geraçao sera que o gatuno do JES nao pode gastar o nosso dilheiro para fazer uma coisa assim .mais tambem a culpa e nossa nos e que mantemos o JES e MPLA NO PODER
-1 Vunge Jr. 15-06-2011 15:13 #41
É importante que se reportem essas situações à imprensa para que a sociedade possa ter uma noção daquilo que se passa no País. Mas, usar a Imprensa como orgão de arbitragem de litigipos nao me parece inteligente, porquanto existem orgaos e instituiçoes com poderes publicamente consagrados capazes de derimirem essas incoformidades. Pela forma como relatou os factos parece credível e materialmente sustentável aquilo diz. Assim sendo, apresente o seu caso junto dos orgaos competentes em materias de litigios de fórum trablhista. Temos de começar a conferir utilidade e alguma fiducia às nossas instituiçoes; há fazê - las entender que nós sabemos que elas existem pra nós e que, portanto têm de trabalhar.
-1 Beny 07-06-2011 20:15 #40
Angola Offshore, e uma caompnia que pertence a uns General do regime entre eles o Governador de Benguela e un tal de Randy...
O que fizeran com os funcionarios da Girassol e exactamente o mesmo que fazem com os Jovens que trabalham offshore em varias outras compahias entre elas a Oceaneering. A empresa estrangeira anucia a vaga e fais o recrutamento, so quando a selecao ter sido feita e que se informa o pessoal que na realidade eles vao trabalhar pra Angola Offshore. E dets forma que Angola Offshore faz o seu dinheiro ilicito.
Esta empresa rouba a estes jovens de duas forma: Para cada jonven empregado pela empresa estrangeira Angola offhore cobra acima dos 1000 dolares diario, no final do mes paga aos jovens entre 800 a 1500 dolares mesais, o Jovens ainda tem de fazer um pagamento a Angola, que lhes e discontado direitamente como o preco de usarem angola offshore come a agencia contractante. O mesmo acontece com o pessoal angola que trabalha nas RIG, na sua mahoria sao agenciados pela Hull Blyth uma empresa em que o Sr Bornito de Sousa ( Ministroada Admistracao do Territorio ) e socio. Entre os descontos que o pessoal sofre inclui o imposto de rendimentyo e o ISS, mais na sua maioria estes trabalhadores nem estao inscritos to INSS. Ha caso de cidadaos que depoes de sofrerem estes descontos por mais the 10 anos descubrirem que nao constam em lista nemhuma no INSS. Coclusao o proprio ministro esta a roubar o o cidadao e o estado ao mesmo tempo...
Esta e a realidade de ANGOLA...MUITA GANANCIA
0 MADALENA 07-06-2011 02:35 #39
O CAPITAL HUMANO ESTA NAS MAOS DOS ESTRANGEIROS nos brincam de verdade como somos um povo bem educado abusam GIRASOL dedo de brasileiros que venh ganhar dinheiro querem la saber solucao...... ser lambe botas, bajulador etc. etc. .......... para nao seres despedido pelo estrangeiro no nosso proprio pais. eles gostam assim. mais tudo teram um fim
0 Pacificador 05-06-2011 22:54 #38
Como é que uma empresa que tem Offshore (fora de terra) na sua designação recruta pessoal para trabalhar numa clinica Onshore (em terra), isto é uma autentica burla, Offshore é para trabalhar no mar, o resto é mentira, ou seja, aldrabaram esses senhores.
0 virginia 18-05-2011 08:06 #37
Em 1º lugar foi uma injustiça a empresa offshore fazer falsas promessas a estas pessoas
em 2º lugar, passaram os 3 anos agora são efectivos da offshore e não da Sonangol porque para isso todos nós estavmos a trabalhar na sonangol, porque até a sonangol quer que estes serviços sejam eventuais para pouparem sempre mais um bocado
0 Fantasma que diz o que doi 12-05-2011 15:33 #36
Isso tem que começar lá de cima...bem lá encima!!!

1ro Tem que se restruturar a SONANGOL e depois tem que estar bem esclarecido que SONANGOL e subsidiárias não são privadas mas sim estatais.

2do O Ministério de Trabalho e de Saúde têm que fazer uma reciclagem no pessoal (tirar toda cambada incompetente) e depois fazerem ás Leis entrarem em vigor

3ro Só no fim pegar na administração da tal clinica e dar-lhes chicotadas no lombo e tirar-los dali para fora.

Mas é claro....tem o ponto 0

0 Mudar a politica corrupta actual no País.

Como nada disso será feito nos proximos 10 anos então estamos mal.

Aqui é só o Puto Portugués cantar outra musica
0 Luzolo 12-05-2011 10:27 #35
vamos fazer mais como? eu desafio o ministerio do trabalho neste assunto ,a ver se darà solução no caso,aiué mwangole até qd o nosso sofrimento?quem nos vai acudir?levantem os e marchemos contra a indiferença social
0 OBEMBWA 11-05-2011 07:43 #34
envergonhado: ignorar: gargalhadas: normal: os directores da clinica são do M todos eles pois o M ao ver que é ocapim que esta sofrer eles não ligão se foce ao contrario até as imprensas todas fasião um movimento fortepor ser um membro do Mé que foi afetado
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL