Angola um país órfão políticos - Ectiandro da Cunha

Luanda - O povo Angolano clama por políticos sérios, que estão preocupados com os problemas do povo e não em legislar  em causa própria. Angola diz basta!


Fonte: Club-k.net


Os bons não sabem partir! Eles partiram cedo demais e deixaram-nos um vazio muito grande, eles que são considerados nossos pais da política, Holden Roberto, Agostinho Neto e Jonas Savimbi.

 

Angola esta órfão de políticos sérios e comprometido com a população e o país, políticos que dão a sua vida por Angola e pelos Angolanos.


Foi-se o tempo que os jovens tinham a quem se inspirar, quando tínhamos políticos do nível de Agostinho Neto, Honden Roberto, Jonas Savimbi, iço Carreira, Lucio Lara, Salopeto Pena, Comandante Gika, entre outros grandes nomes.


Hoje em Angola não temos políticos mais, sim, combatentes da fortuna, um grupo de pessoas que se apossam da política para se enriqueceram ilicitamente. Estão mais preocupados com o seus bolsos do que com a população.


Não temos líderes políticos que inspiram confiança, tanto faz na oposição como no tal chamado governo. A corrupção tornou-se cultural entre os angolanos, fruta da educação política que nos incutiram ao longo dos anos.


Quem não se lembra do tempo que tínhamos que dar gasosa para passar da 4˚ classe para 5 classe? Do tempo que tínhamos que pagar para tratar atestado de residência? As crianças antigamente, hoje  jovens estudantes no exterior do país, quando  são interpelados com a pergunta “ assim que acabares a faculdade farás  mestrado ou voltas para Angola”, eles respondem sem medo de errar:  “volto para roubar também a minha parte”.


Quanto a partidos políticos quero aqui bater pala ao Bloco Democrático também chamado partido dos intectuais,  apesar de nunca apresentar uma plataforma de governo e não ter assento no Parlamento é o que mais cresce, ainda assim encontra dificuldades para atingir a grande massa,  a FNLA não soube fazer a transição de movimento de luta de libertação para partido político e o frutos é a desorganização que se encontra.  A UNITA que teoricamente seria a maior força política da oposição esta estagnada num embate político envolvendo uma ex-promessa política do partido (que não passou de promessa) e um diplomada que provou que não sabe fazer política e afundou totalmente este grande partido, o MPLA cometeu  o erro de pensar que os seus lideres são vitalícios, não preparou os seus substitutos, sempre esteve preocupado em fazer um governo militar agora esta acolher os frutos dos seus erros no passado.


Frases como “ em Angola ninguém vive do salário”,  “todo mundo sabe que eu só Ca mangueiro”
Angola precisa com urgência de bom políticos e não comerciantes da políticas. Para termos uma idéia da carência de políticos em Angola os grandes políticos deste tempo são: Bento Bento, Samakuva, Makuta Mkondo e Bento Kangamba.


Quem são os políticos em Angola? O que eles fazem pelo povo?  O que estão dispostos abrir mão para o bem do povo? As gerações vindouras ficarão muito indignadas pelo fato de uma sociedade tão lúcida como a nossa não aproveitar dos recursos que a mãe natureza nos oferece para o seu beneficio.


Qual é o legado que esta geração de políticos deixou para asa novas gerações?

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons” - Martin Luther King.

Ectiandro da Cunha






Debate este tópico nas redes sociais:

Comente via Facebook, Hotmail, Yahoo ou AOL!




Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

 
 

Direcção consultiva
- Barbosa Francisco  (New York) - IT
- Massano Jorge ( New York) - Editor Principal
- Juca Manuel (New York) - Editor
- Noel Pedro (Lisboa) - Revisor
- Marcos Miguel (Brasil) - Editor
- Júlio Beto - (Holanda) - Editor
- Simão Manuel - (França - Editor
- Juca Fernandes - (Alemanha) - Editor


Telefone: New York: (315) 636 5328

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

// TAG FOR ADVERTISEMENT