Política

Diplomata angolano recebe mensão honrosa em Windhoek

Windhoek - O ministro conselheiro cessante da Embaixada de Angola na Namíbia, Guido Castelbranco, foi homenageado quarta-feira, com uma Mensão Honrosa pelo grupo dos embaixadores Africanos residentes no país.

Fonte: Angop

De acordo com informação da missão diplomática de Angola, a homenagem decorreu no âmbito das comemorações do 25 de Maio, Dia de África, numa gala alusiva aos 53 anos da fundação da Organização de Unidade Africana (OUA), hoje União Africana (UA).



A distinção deveu-se ao "grande contributo prestado por Guido Castelbranco nas actividades do Corpo Diplomático ao longo dos mais de cinco anos de trabalho", indica a nota de imprensa.


Organizada pelas missões diplomáticas, em conjunto com o Ministério das Relações Internacionais e Cooperação da República da Namíbia, a cerimónia foi presidida pelo ministro e director-geral da Comissão do Plano Ncional, Tom Alweendo, que fez a leitura da Agenda da União Africana até 2063.


Anastas Kaboba Kasongo Wa-Kimba, decano do Corpo Diplomático fez um resumo do que foi a trajectória da organização, as vitórias alcancadas e os desafios.

Três Mortos no ataque contra Deputados da UNITA em Benguela

Luanda - Três pessoas foram mortas, na tarde de 25 de Maio de 2016 em Kapupa, município do Cubal, entre eles o Inspector do Secretariado Provincial da UNITA em Benguela, Fernando Sachepa, na sequência do ataque perpetrado por militantes do MPLA contra a delegação de Deputados do Grupo parlamentar da UNITA.

Fonte: UNITA

Do ataque resultaram igualmente feridos, dos quais 4 já socorridos, estando os outros desaparecidos, diante do olhar impávido dos efectivos da Polícia Nacional que acompanharam os Deputados. Na sequência destes graves incidentes, o Presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, Adalberto Costa Júnior que encabeçou a delegação, bem como os Deputados Anita Raquel Bela Filipe e Alberto Ngalanela tiveram de ser evacuados do local, por membros do Secretariado Provincial.

 

Na manhã desta quinta-feira a delegação reuniu-se com o Governador Provincial e o Delegado do Ministério do Interior em Benguela, para analisar os factos ocorridos na Kapupa. Apesar disso, os Deputados, prosseguem com as actividades em Benguela e nas restantes sete províncias, com visitas às instituições públicas e privadas, projectos de investimentos públicos e manter encontros com as populações nas comunidades, organizações da sociedade civil, empresários, estudantes, instituições hospitalares, de ensino, partidos políticos, bem como com as estruturas da UNITA no terreno.

 

Em Benguela, depois dos encontros com o Governador, com os membros do Secretariado Provincial e a visita ao Cubal, os Deputados Raul Manuel Danda, e Alberto Francisco Ngalanela foram hoje ao Município do Balombo. Na Lunda Norte os Deputados Elioth Ekolelo, Sofia Porfirio Kassungo Mussonguela, e também o Secretário dos Direitos Humanos da UNITA, Joaquim Nafoia, ja estiveram no Governo provincial, onde foram recebidos pelo Governador, Ernesto Mwangala, tendo também visitado os Hospitais do Dundo e do Chitato, as obras do Aeroporto Local, o projecto agro-pecuário de Cacanda, entre outros espaços públicos e privados.

 

A delegação do Kuanza Norte composta pelos Deputados Mártires Correia Victor, Helena Bonguela Abel e Mfuka Muzemba, reuniu-se com os membros do Secretariado Provincial, visitou o Governo Provincial e o Bispado, enquanto no Kuanza Sul os Deputados Miraldina Olga Jamba e Piedoso Chipindu Bonga se desdobraram em contactos na sede Provincial e nalguns municípios.

 

Na província do Kuando Kubango, os Deputados Albertina Navemba Ngolo, Manuel Savihemba e Regina Txipoia também conversaram com os membros do Secretariado Provincial, visitaram o Bispado e a Escola Católica, devendo prosseguir com a sua agenda para outros sectores.

 

Em Malange os Deputados Estêvão José Pedro Katchiungo e Liberty Chiyaka foram igualmente recebidos pelos membros do Secretariado Provincial do Partido, foram ao Governo provincial e visitam outros objectivos económicos e sociais da província.

 

Na província do Uíge os Deputados João Marques Ntiama, Ernesto Mulato e, o Assessor Mateus Figueiredo estiveram na Universidade Kimpa Vita, viram o Projecto de casas sociais, os mercados locais, estiveram reunidos com membros do Secretariado Provincial do Partido e desdobraram-se para os municípios do Songo e Sanza Pombo.

 

Os Deputados Silvestre Gabriel Samy, Maria Luísa Andrade e Daniel José Domingos, visitaram escolas, hospitais e a corte do reino do Congo, na província do Zaire. As visitas tem o seu fim previsto para o dia 27 de Maio de 2016, de acordo a programação desta primeira fase. Luanda, 26 de Maio de 2016 O GRUPO PARLAMENTAR DA UNITA

"Isto não vai ficar assim", garante Adalberto da Costa Júnior

Luanda - O grupo parlamentar da UNITA vai pedir uma comissão de inquérito para investigar os ataques contra uma delegação liderada por Adalberto da Costa Júnior na sede comunal da Capupa na quarta-feira, 25, em Benguela.

Fonte: VOA

A informação foi avançada à VOA pelo líder da bancada parlamentar do principal partido da oposição, para quem “isto não vai ficar assim porque foi algo premeditado e cujos autores são fáceis de identificar porque foram vistos por nós e pela polícia no local”.


Como consequência dos ataques, foi morto o inspector em Benguela da Unita Fernando Sachepa, várias pessoas foram agredidas e algumas estão desaparecidas, reiterou Costa Júnior, para quem o facto de ter-se “substituído a bandeira da Unita pela do MPLA quer dizer que há relação com o partido que os governa”.


Alvo de pelo menos cinco emboscadas num percurso de cerca de oito quilómetros, a delegação da UNITA sofreu “vários ataques verbais durante todo o dia e depois agressões físicas que poderiam ter consequências piores não fosse a intervenção de antigos militares, desarmados, que nos acompanham”, relata Adalberto da Costa Júnior.


Até a polícia foi atacada, conta Costa Júnior, que lamenta a apatia dos agentes apesar das “reiteradas ameaças de agressão”.


Aquele parlamentar reitera que “isto não fica por aqui e as instituições têm de começar a provar que têm algum valor, que têm alguma razão para existir e estamos a ver o que as autoridades vão fazer porque desta vez as coisas não serão esquecidas”.

Polícia promete acção contra autores de emboscada a delegação da UNITA em Benguela

Benguela - Aumentou para três o número de mortos dos ataques a uma delegação da UNITA em Benguela enquanto o director provincial para a Ordem Publica promete que os responsáveis serão apreendidos.

Fonte: VOA

Segundo as últimas informações quatro pessoas continuam desaparecidas e mantem-se o numero de feridos em três.

 

Entre os desaparecidos e feridos há agentes da corporação que acompanhavam a delegação da UNITA da aldeia de Cambulo que tinha também sido atacada.

 

O director provincial para a Ordem Pública Carlos Mota disse que a polícia não tem cunho políticos e portanto vai agir contra cidadãos e não militantes deste ou daquele partido.

 

Mota disse que a polícia estava preparada para as actividades da UNITA “mas, infelizmente, ainda temos algum fanatismo partidário a limitar a acção de outros partidos”.

 

Uma missão do Comando Provincial da Polícia está no Cubal a fazer o levantamento da situação.

UNITA acusa governo de Cabinda de corrupção

Cabinda - A UNITA acusa os dirigentes governamentais de Cabinda de estarem envolvidos em actos de corrupção, que conduzem a província a uma profunda crise social e económica.

Fonte: VOA

Em entrevista à VOA, Estevão Neto Pedro, secretário provincial daquele movimento político, disse ter documentos que provam o envolvimento da governadora de Cabinda e alguns membros do governo provincial num esquema de desvio de fundos públicos.

 

Pedro considera deplorável a actual situação social da província.

 

Os níveis de pobreza aumentaram e a população queixa-se da falta de água, luz e escassez de bens alimentares, disse.

Kwanza Sul: Eusébio de Brito Teixeira, candidato à liderança do MPLA

Kwanza Sul - A 12a. conferência do MPLA do Kwanza-Sul acontece neste sábado, 28, com a participação de 801 delegados que vão eleger o novo Comité Provincial do partido que tem como único candidato a primeiro secretário, Eusébio de Brito Teixeira.

Fonte: VOA

O coordenador da Sub-Comissão para Informação e Marketing Manuel do Nascimento Rosa da Silva disse à VOA que "tudo está apostos depois do trabalho de base feito antes", estando agora "a limar as arestas na criação de condições".

 

Instado a pronunciar-se sobre possíveis movimentações no seio do partido Rosa da Silva disse que os lugares no MPLA são rotativos e todo militante está ciente disso:

 

"Estamos convictos de que as mudanças são para melhorar e quer os militantes de base, quer os militantes que têm cargos de direcção no partido ou no Governo estão preparados para essas mudanças", considerou Rosa da Silva, adiantando "ser necessário haver mudanças para que possa existir desenvolvimento".

 

Aquele responsável afirma que e o partido está preparar-se para o grande desafio que são as eleições 2017.

 

Inspector da UNITA morto numa "emboscada" em Benguela

Luanda - O inspector da UNITA em Benguela foi assassinado esta quarta-feira, 25, numa emboscada protagonizada por supostos militantes do MPLA contra uma caravana de deputados que saíam de um acto político e partidário na comuna da Capupa, município do Cubal.

Fonte: VOA

ImageO partido de Isaías Samakuva presume que existam mais mortos, tendo em conta os feridos e desaparecidos, e acrescenta que o ataque ocorreu sob olhar atento de agentes da Polícia.


Na hora do repúdio, o deputado Adalberto da Costa Júnior estranha que não tenha havido uma única detenção, referindo não ter visto nunca uma emboscada contra representantes do povo.

A UNITA diz que Fernando Sachepa, o inspector provincial, foi atacado com zagaias, paus e catanas, numa emboscada antecedida de actos de intolerância política, com realce para ameaças e troca de bandeiras do ‘galo negro’ por algumas do partido no poder.

Da aldeia de Cambulo à sede comunal da Capupa, um percurso feito sem segurança, conforme a denúncia, a caravana, integrada ainda pelos deputados Alberto Ngalanela e Anita Filipe, terá sido confrontada com sucessivos ataques.

Foi o corolário, diz o líder da bancada parlamentar, de uma acção que só surpreende pelo nível de violência.

‘’À chegada, encontrámos actos de intolerância em acção, com militantes escondidos, casas destruídas, bens roubados e pessoas agredidas. A nossa chegada foi um alívio para as pessoas, gastámos tempo, duas ou três horas, num trabalho de mediação’’, explica.

Numa mensagem dirigida aos órgãos de justiça, o político diz ter vivido um cenário que impõe responsabilização.


‘’Propusemos que a Polícia deixasse efectivos para a protecção das pessoas, mas não aceitou. Então, decidimos levá-las até à sede comunal e, no percurso, fomos vítimas de um ataque violento, foram emboscadas regulares ao longo da caminhada’’, realça o parlamentar, antes de ter lamentado a existência de feridos e desaparecidos.

Adalberto da Costa Júnior fala em quatro desaparecidos e sublinha que as escaramuças são mais do que um mero acto de intolerância.

‘’Não penso que possamos falar só em intolerância, é muito mais. Aquilo foi mesmo para matar, objectivamente para matar’’, sustenta, realçando que ‘’as coisas só acontecem porque os culpados, regra geral, nunca são punidos conforme a lei’’.

Antes da viagem ao Cubal, Costa Júnior reafirmava o que o seu partido chama de manobras para uma nova fraude eleitoral, tendo salientado, em conversa com universitários, que a degradação do país exige mudança.

No momento em que expedíamos esta peça, o porta-voz do Comando Provincial da Polícia, Pinto Caimbambo, preparava um comunicado de imprensa sobre o assunto.

Entre os feridos e desaparecidos, sabe a VOA, estarão agentes da Polícia Nacional.

O MPLA, segundo o secretário para Informação, David Naenda, está à espera de um informe da sua representação no Cubal para que possa vir a terreiro abordar o assunto.

 

 

Folha-8 diz que vice-presidente de Angola pediu demissão

Luanda - O jornal Folha 8 de Angola faz manchete nesta quinta-feira, 26, com um eventual pedido de demissão do vice-presidente da República Manuel Vicente.

Fonte: VOA

O segundo homem da hierarquia do Estado angolano terá enviado uma carta “com carácter irrevogável”, a José Eduardo dos Santos, de acordo com uma fonte da Presidência da República citada pelo jornal.

 

Na carta, Vicente terá revelado a sua “firme disposição de não mais concorrer ´na lista do partido´, às eleições de 2017”.

 

“Ele não resistiu às intrigas palacianas, facilmente consumidas pelo grande chefe e, quando menos esperava, Dos Santos tirou-lhe o tapete”, disse a fonte do F8.

 

Ainda não há qualquer reacção da Presidência da República nem do vice-presidente Manuel Vicente

 

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

Infográficos