Política

Samakuva considera que a única forma de sair da crise é mudar o Governo

Washington - O Presidente da UNITA Samakuva considera que a única forma de sair da crise é mudar o Governo.

Fonte: VOA

No programa Angola Fala Só desta sexta-feira, 29, o debate entre Isaías Samakuva e os ouvintes focou-se especialmente no processo eleitoral, a ter lugar em Angola em 2017.


Para o líder do principal partido da oposição, a UNITA, que apelou à união dos angolanos, a única forma de se sair da crise que se vive em Angola é mudar o Governo.

 

"Nós todos, irmãos angolanos, devemos nos unir para mudar a situação. A mudança no nosso país só poderá acontecer com a substituição dos actuais governantes por outros", disse Samakuva, acrescentando que a UNITA está preparada para governar.

 

O líder do partido do ´galo afirmou que todos os angolanos "estão a sofrer", quer "da UNITA, da FNLA, CASA-CE e até do próprio MPLA", por isso convida a todos que se unam.

 

"É preciso o fortalecimento da oposição para combater o regime", aferiu quando questionado sobre a relação de diálogo entre o seu partido e outros que não o MPLA, dizendo também que para ele não importa a cor partidária, nem a cor da pele, mas o angolano.

 

Sobre de que forma a mudança que promove pode ser feita, Isaías Samakuva não demonstra quaisquer dúvidas de que é por via de eleições: "É através das eleições que devemos fazer essa mudança, no caminho da união."

 

Samakuva lembra ainda que "só faltam 12 meses para irmos às eleições, e o nosso sofrimento pode ter os dias contados".

 

Ainda no que toca à capacidade que o voto pode ter na mudança de governação em Angola, aquele líder partidário, que esteve nos estúdios da VOA para participar no programa Angola Fala Só, revelou que não é a favor do boicote às eleições, pois isso significa "marginalizar" e que no caso de Angola é uma estratégia que não serve.

 

Samakuva realçou ainda que há muito medo: "As pessoas em Angola têm medo de tudo, o medo tem que acabar. No dia de votar há que votar para tirar quem lá está".

 

No que toca à fraude eleitoral, o convidado apelou a todos que denunciem casos de pedidos dos cartões de registo eleitoral, que sejam de alguma forma seduzidos com cartões do partido no poder para obtenção de benefícios e revelou igualmente ter conhecimento de jovens estudantes em idade de votar aos quais são prometidas bolsas de estudo para votarem no MPLA nas próximas eleições de 2017.

 

O debate transmitido também através do Facebook da VOA Português teve muitas questões relacionadas com Cabinda e a posição da UNITA relativamente ao enclave e ao ponto de situação da Rádio Despertar, bem como da possibilidade da existência de um canal de televisão da UNITA.

 

Isaías Samakuva esteve em Washington DC depis de ter participado na Convenção Nacional Democrata, que decorreu esta semana em Filadélfia.

 

BP do MPLA consternado pelo falecimento de Manuel Jorge

Luanda - Foi com profunda comoção que o Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA tomou conhecimento do falecimento, aos 68 anos de idade, do Camarada MANUEL JORGE, nacionalista e combatente da Luta Armada de Libertação Nacional de Angola, ocorrido na última semana, em França, por doença.

Fonte: MPLA

Durante a luta pela independência, o Camarada MANUEL JORGE foi representante do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) na República da Itália, no Estado do Vaticano, junto do Conselho de Segurança da ONU e no Comité de Descolonização das Nações Unidas, que procurava persuadir Portugal sobre a necessidade de conceder a autodeterminação aos povos das suas então colónias.

 

Nos derradeiros anos da Luta Armada de Libertação Nacional, o Camarada MANUEL JORGE foi conselheiro do saudoso Presidente Agostinho Neto e, ultimamente, membro do Conselho de Administração da Escola Nacional da Administração (ENAD) e presidente do Centro Cultural Angolano – Casa de Angola, em França.

 

Pelo infausto acontecimento, o Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA inclina-se perante a memória deste ilustre combatente pela libertação de Angola e, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do Partido, endereça à família enlutada as suas mais sentidas condolências.

 

MPLA – COM O POVO, RUMO À VITÓRIA

PAZ, TRABALHO E LIBERDADE

A LUTA CONTINUA

A VITÓRIA É CERTA.

 

Luanda, 29 de Julho de 2016.

 

O SECRETARIADO DO BUREAU POLÍTICO DO COMITÉ CENTRAL DO MPLA

Angola: Líder parlamentar do MPLA recomenda audácia no combate à crise

Luanda - O presidente do Grupo Parlamentar do MPLA, Virgílio de Fontes Pereira, encorajou nesta sexta-feira, em Luanda, os angolanos a terem audácia, sabedoria, espírito de sacrifício e frontalidade, por forma a darem "combate" mais efectivo à crise económica e financeira.

Fonte: Angop
"Nós amamos os angolano e por isso temos de estar todos cientes de que é por Angola que temos de lutar, para fazer face à crise", referiu o parlamentar, no âmbito do segundo e último dia das VI Jornadas daquele grupo parlamentar.

Considerou que a crise tem trazido elementos positivos para o país, na medida em que o seu combate obriga o Executivo a criar várias políticas para corrigir eventuais erros.

Nesta senda, disse ser necessário espírito de missão, inteligência e, sobretudo, patriotismo de todos os angolanos, para ajudarem a ultrapassar esse cenário adverso.

Garantiu que os deputados do MPLA vão continuar a prestar subsídios ao presidente e à direcção do partido, na formulação de políticas que garantam a rápida saída da crise.

"Nós, os deputados do MPLA, estamos determinados, com a nossa sabedoria, modéstia, humildade, empenho e desempenho, a dar a nossa contribuição naquilo que o presidente e a direcção do partido desejarem de nós", exprimiu.

Disse que estão prontos e vão à luta para ajudar a debelar a crise e garantir o bem-estar do povo. Mostrou-se confiante que o MPLA e os angolanos venham a vencer esta crise, tal o fizeram em outras ocasiões adversas da sua história de 41 anos como nação independente e soberana.

Reconheceu que as VI Jornadas do Grupo Parlamentares do MPLA decorrem num contexto difícil, resultante da baixa do preço do petróleo (maior produto de exportação) no mercado internacional, que fez reduzir para a metade as receitas do Estado.

No quadro deste debate, referiu que os deputados do MPLA têm “emprestado” a sua sabedoria aos órgãos do partido, desde as bases até ao Comité Central.

Lembrou que foram os deputados do MPLA que suportaram, no essencial, o debate promovido pela Assembleia Nacional, em Março último, sobre a situação económica e financeira do país.

Disse, por outro lado, que os deputados do MPLA estiveram sempre engajados no processo orgânico da preparação do VII Congresso do partido, marcado para Agosto próximo, no qual também têm avaliado o modo como a organização encara a actual situação.

"Também temos estado a analisar a forma como o MPLA vai se disponibilizar para continuar a comandar os destinos do país, tomando uma decisão que todos auguramos que seja inquestionável: a reafirmação da liderança do MPLA, pelo presidente José Eduardo dos Santos", precisou.

As VI Jornadas do Grupo Parlamentar do MPLA iniciaram quinta-feira última, com visitas em diferentes locais de interesse económico e social da província de Luanda.

Decorrem sob o lema "“A Estratégia para a Saída da Crise Económica e Financeira".

Neste encontro, os deputados estão a partilhar com o governador de Luanda, Higino Carneiro, e com outros militantes que assumem funções noutros órgãos do país o modo como estão empenhados na materialização das medidas traçadas pela direcção do MPLA e pelo Executivo para a saída da crise.  

Vão igualmente avaliar o modo como estão a ser equacionados e desenvolvidos os chamados “programas dirigidos”, que constituem o ponto forte e a esperança para que, num futuro próximo, se possa debelar a crise.

Participam no encontro, que termina ainda hoje, 120 deputados, com destaque para o vice-presidente e o secretário-geral do MPLA, Roberto de Almeida e Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, respectivamente, assim como o governador de Luanda, Higino Carneiro.  

Presidente da UNITA participou no Fórum Internacional de Líderes mundiais

Luanda - O Presidente da UNITA, Dr. Isaías Henrique Ngola Samakuva, deixa, hoje, quinta-feira, a cidade de Filadélfia, capital do Estado da Pensilvânia, dos Estados Unidos da América, depois de ter participado na Convenção Nacional do Partido Democrata, que decorreu nessa cidade de 25 a 28 de Julho de 2016.

Fonte: UNITA

À margem da Convenção do Partido Democrata americano, que consagrou Hillary Clinton como candidata do Partido, às eleições presidenciais americanas, de Novembro de 2016, o Presidente da UNITA, participou no Fórum Internacional de Líderes mundiais, convidados para a convenção para troca de experiencias e reflexões sobre os fundamentos do Sistema politico americano e a sua influencia no mundo. Participaram neste fórum internacional, ex-chefes de Estado, embaixadores, ministros, académicos, parlamentares e lideres de partidos políticos vindos de cem países.

 

Paralelamente aos trabalhos da Convenção, o Presidente Samakuva foi recebido pelo Dr. Keith Jennings, Director para a Africa do NDI, Instituto Democrático Nacional Americano para troca de pontos de vista sobre o processo eleitoral, a crise actual e a situação dos direitos humanos em Angola. Teve igualmente um encontro de cortesia com o Primeiro Ministro do Quénia, Rayia Odinga.

 

O Presidente Samakuva tem agendado para esta sexta-feira, dia 29 do corrente mês, em Washington, encontros no DE e é o convidado do programa da Voz da América, Angola Fala Só.

Luanda, 28 de Julho de 2016
O Secretariado dos Assuntos Internacionais da UNITA

 

CNE: Comissários do MPLA orientados a demarcarem-se dos colegas que questionaram a validade do registo Eleitoral

Luanda - A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) demarca-se do conteúdo de um documento, que circulou nas redes sociais, subscrito por alguns Comissários da oposição, e no qual, manifestam à Assembleia Nacional que o Registo Eleitoral devia ser tarefa da CNE. 


Fonte: RNA/ Club-k.net

A Comissão Nacional Eleitoral diz ainda que não se revê no conteúdo do referido documento e que os Comissários da oposição utilizaram de forma indevida o timbre da instituição.


Na plenária realizada terça-feira, 26/07, a CNE concorda que a atualização do Registo Eleitoral deve iniciar na segunda quinzena do mês de Agosto, como foi proposto pelo MAT, agora, a proposta segue para o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que deverá marcar a data exacta para o início do processo.

 

 

 

A carregar ...

 

 

 

 

Malanje: Soba perde posição por ter permitido hastear da bandeira da CASA-CE

Luanda - Um soba na província de Malanje foi demitido da sua posição por ter permitido que a bandeira da CASA-CE fosse hasteada na zona sob sua jurisdição.

Fonte: VOA

Trata-se do soba Kagundu de um bairro arredores da sede municipal de Massango, a mais de 300 quilómetros a norte de Malanje

 

Kagundu que sucedeu o seu tio em 1989, na aldeia com o mesmo nome, disse que a destituição deverá acontecer por ter aceite que a bandeira da CASA-CE fosse hasteada na aldeia, em Março do ano em curso.

 

“Mais tarde houve um membro do MPLA, Felisberto Sekuka, secretário dos assuntos políticos que vinha no bairro trazer bandeiras (do MPLA), disse que esse soba é que recebeu a bandeira da CASA-CE, então, tem que deixar o poder”, confirmou.

 

O representante do direito costumeiro confirmou que as autoridades locais criaram as condições para a sua substituição já na quinta-feira, 28, pois foi excluído das actividades organizadas pela administração e pelo partido no poder na região.

 

Neste momento o soba Kagundu está na cidade de Malanje para encontrar-se com responsáveis do Governo provincial.

 

O secretário-executivo provincial da CASA-CE em Malanje, Carlos Xavier Luís Lucas, disse que as administrações municipais e responsáveis do partido governante iniciaram uma cruzada contra as forças políticas da oposição.

 

“O que está a acontecer é o elevado índice de intolerância política a nível de Malanje, mas sobretudo neste caso particular no município de Massango”, afirmou Lucas, acusando as autoridades de forçar os governantes tradicionais a violareas leis do país.

 

Uma fonte próxima daquela administração em Massango, que pediu o anonimato, rejeitou as acusações e disse à VOA que as afirmações sobre intolerância política apresentadas pela CASA-CE na província não passam de mais um acto para enganar a opinião pública nacional e internacional.

 

França: Morreu jurista Manuel Jorge, ex-conselheiro de Agostinho Neto

Paris - Foi a sepultar dia 22 de Julho em França o angolano Manuel Jorge que falecera vítima de doença. Ele radicara-se neste país europeu desde os anos 70. Ainda antes da independência de Angola ele tivera título de embaixador na ONU e na Itália.

Fonte: RFI

Durante a luta pela independência Manuel Jorge representara o MPLA na Itália e junto da Santa Sé. Ele representara esse movimento junto do Conselho de segurança da ONU e no Comité de descolonização das Nações Unidas procurando negociar com Portugal a independência de Angola.

 

Tratara-se de um conselheiro de Agostinho Neto (depois primeiro presidente angolano) durante o processo de independência desse país africano.

 

Acabou por se radicar em Paris desde 1974, um ano antes da independência angolana, foi professor na Universidade Paris Descartes e advogado, especializado em direito internacional privado.

 

Foi autor de obras sobre direito e também sobre Angola tendo sido presença assídua na antena da rfi em português para comentar a actualidade francesa, nomeadamente.


A jornalista franco-italiana, Augusta Conchiglia, especialista de Angola, declarou a João Matos ter ficado muito triste com o desaparecimento de Manuel Jorge já que o conhecera em Roma nos anos 60, quando ele foi o primeiro representante diplomático na capital italiana.

Dos Anjos ‘finta’ crise e acelera para o progresso

Benguela - Dos projectos estruturantes para o Cubal, tendo em atenção os ‘’países encravados’’, à auto-estrada delineada para ligar a Catumbela ao Dombe Grande, o governador detalhou as acções em carteira, fazendo votos de uma juventude atenta a oportunidades de negócios.

Fonte: Club-k.net

Centenas de cidadãos ouviram, sexta-feira, 22, o governador de Benguela, Isaac dos Anjos, garantir que a juventude tem espaço privilegiado na execução do programa de desenvolvimento da província, que compreende, para lá do ‘’sonho metropolitano’’, um centro logístico para o município do Cubal.


Situado a 150 quilómetros da sede da província, Cubal é, por ora, o município do interior com mais acções inscritas neste programa a médio prazo, aberto a jovens empreendedores com capacidade para discutir empréstimos junto de entidades financeiras.


No frente-a-frente com jovens de Benguela, Dos Anjos deixou claro que ‘’ninguém deve ter medo de contrair dívidas’’, já depois de ter apontado as linhas mestras para o município em referência, detentor de 287 mil habitantes.


Bafejado pela linha do caminho-de-ferro de Benguela, Cubal apresenta valências que propiciam, diz o governante, um pólo de desenvolvimento industrial, capaz de albergar um terminal de contentores. ‘’A meta é desafogar o Lobito, criando infra-estruturas que atraiam a Zambia e a República Democrática do Congo’’, sustenta.


Dos Anjos anuncia a instalação de um parque industrial para a construção de tractores e camiões de seis a doze toneladas, ao lado de zonas académicas e habitacionais. ‘’Teremos zonas para a preservação ambiental e uma para o desporto. Estão previstos 315 lotes, para as indústrias ligeira e pesada’’, resume o governador provincial, convicto de que o Cubal apresenta um potencial que ajudará a diversificar a economia.


Por outro lado, reafirmou que Benguela, Lobito, Catumbela e Baía Farta deixarão de ser regiões autónomas, passando a conformar uma zona metropolitana, onde a mobilidade, os planos de urbanização, a indústria e outras actividades produtivas serão a marca.


Na hora da apresentação de casos particulares, destacou o projecto Costa Nova, delineado para a Baía Farta, ao abrigo do qual deverá ser aproveitada a água do mar para o desenvolvimento agrícola. ‘’Não são novidades, falamos de experiências aplicadas em outras partes do mundo’’, salienta, para mais adiante apontar o surgimento da cidade do sul como outra das várias mais-valias.


Ovacionado por dezenas de militantes da JMPLA, organização promotora do encontro, Isaac dos Anjos disse esperar que os jovens não se abalem com a crise do momento.

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

Infográficos