Opinião

Luanda - 2020 foi o ano em que as famílias angolanas "desconseguiram" de comprar, sem vergonha nem mangonha, um simples saco de arroz ou uma caixa de "conchas"...