Luanda – Descrevem-lhe como um jovem pacifico  e de todos os candidatos a liderança da Juventude Unida Revolucionaria de Angola (JURA)  é a figura a quem  lhe é reconhecido  como detentor de um discurso próprio  acrescido a sua oratória que se assemelha há um sacerdote. 

Fonte: Club-k.net

Nascido  aos 25 de Maio de 1983, na Província do Bié, o candidato Custódio Agostinho Kamuango Lopes faz parte da geração que desde a tenra idade esteve nas zonas controladas pela UNITA ao tempo do conflito armado. Fez os estudos primários no Instituto Polivalente Loth Malheiro Savimbi, na Jamba e o secundário na Missão Evangélica de Chilume no Bailundo. 

Em Luanda, onde se mudou depois do calar das armas, estudou o medio de economia no Instituto Médio de Economia do Kilamba Kiaxi (I.M.E.K.K.) para mais a frente ingressar Universidade Técnica de Angola (UTANGA), onde se licenciou em Gestão de Empresas. 

Ao longo da sua carreira ou Experiência  a política, já na fase adulta, estreou-se como Ajudante de Campo e posteriormente Chefe de Gabinete do Secretário da Presidência da UNITA em Luanda;  exerceu também funções de Chefe de Departamento de Arquivo e Documentação do referido Secretariado; foi Chefe de Departamento de Administração e logística do Secretariado Nacional do Partido para os Assuntos Eleitorais. 

Agostinho Kamuango Integrou também uma estrutura o Gabinete de Estudos, Pesquisa e Análise do Partido – GEPA, na qual ocupou a posição de Director Nacional de Administração finanças e Intercâmbio. Dai lançou-se na JURA, com incidência no município de Viana.

Na direcção cessante do braço juvenil do partido, ocupou o cargo de secretário nacional para os Assuntos Académicos e Institucional e representante do executivo nacional da JURA, junto do Conselho Nacional da Juventude. Fez parte do grupo torcedor pela deposição do então secretário-geral, Mfuka Muzemba, na qual apareceu numa conferência de imprensa a depor contra aquele.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: