Luanda – A TAAG prevê, no decorrer do ano em curso, alargar a oferta dos seus serviços com o reforço de frequências na rede doméstica e internacional e com o lançamento do destino regional de Cotonou, Benin, informou hoje o presidente do Conselho de Administração da companhia, Pimentel Araújo.


Fonte: Angop
 
 
Ao tomar da palavra na reunião que decorreu hoje, segunda-feira, no Luena, Moxico, com os trabalhadores da empresa, Pimentel Araújo revelou a pretensão da TAAG de proceder ao lançamento do referido destino regional, sem contudo indicar uma data.
 
 
 
“Além destas iniciativas, para 2012, nós pretendemos ainda estabelecer alianças e parcerias estratégicas para fomentar o tráfego de ligação”, disse.
 
 
 
Recordou que o crescimento da operação da TAAG baseou-se numa forte expansão da rede de destinos que levam hoje as suas aeronaves em operações directas para as cidades de Porto, São Paulo, Dubai, Pequim, Havana, Cidade do Cabo e Praia, para além das rotas tradicionais.
 
 
 
Informou que a transportadora angolana de bandeira fez também novas alianças internacionais que lhe permitem operar em partilha de código (code share), com as companhias de bandeira locais, para Madrid, Amesterdão, Nairobi, Maputo, Casablanca e Lagos.
 
 
 
Revelou a pretensão das Linhas Aéreas de Angola em optimizar a receita média e desenvolver um novo modelo de negócios de carga alicerçado na capacidade acrescida da nova frota de longo curso e alargar a implementação do plano comercial a todos os pontos de venda, entre outras iniciativas.
 
 
 
Pelo facto dos recursos humanos ocuparem ponto importante na agenda da TAAG, Pimentel Araújo apontou o desenvolvimento do talento interno através da optimização dos processos de avaliação interna como uma aposta, além de consolidar o esforço de capacitação técnica dos seus quadros operacionais.
 
 
 
Anunciou que, no decorrer deste ano, a TAAG prevê igualmente lançar um programa de formação executiva de topo, além de consolidar o esforço de capacitação técnica dos quadros operacionais da companhia.
 
 
 
Para Pimentel Araújo a padronização do serviço ao cliente em todos os pontos de contacto, com especial enfoque na mudança de cultura e atitude perante o cliente e a consolidação dos processos de melhoria contínua da performance operacional na regularidade e pontualidade da operação, são outros dos objectivos da TAAG.
 
 
 
“Assim, 2012 deverá ser o ano da orientação definitiva da TAAG para o cliente e da materialização das bases existentes em resultados efectivos”, concluiu.
 
 
 
A TAAG enfrenta desde 2008 um plano de refundação que visa levar a empresa a atingir excelência operacional, comercial, financeira e organizacional.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: