Kangola – As autoridade tradicionais da comuna de Kaka-Luiti, localizada no município de Kangola, província de Uíge, ameaçam realizar uma manifestação – nos próximos tempos – contra o partido no poder, sob o protesto de falta de infra-estruturas básicas naquela localidade, soube o Club-k junto de uma fonte próxima dos mesmos.

“Nós aqui não conhecemos os benefícios da paz”

Fonte: Club-k.net

sobas.jpg - 20.04 KbOs mesmos reclamam por falta de hospitais, escolas, posto de captação e abastecimento de água potável e energia eléctrica. No caso de hospitais, segundo os residentes, o mais próximo dista há mais de 400 quilómetros. Esta comuna tem uma população estimada cerca de 3500.


De acordo com a mesma fonte, apesar de vários encontros mantidos entre os sobas e o actual administrador municipal de Kangola, Jeremias Kidimbo, os problemas continuam a reinar. “Nós aqui não conhecemos os benefícios da paz alcançada há quase dez anos”, assegurou um dos populares. Acrescentando descontentamente que "as nossas crianças não conhecem a cor de uma escola, muito menos sabem que existe água potável".


“Fomos prometidos pelo ex-governador da província, Mawete João Baptista, na altura, que os nossos problemas irão ser solucionados, mas até agora não estamos a ver nada”, lembrou, justificando que “por isso pretendemos, antes da manifestação, solicitar um encontro com o governador, Paulo Pombolo, para lhe colocarmos as nossas preocupações”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: