Luanda –  Mário Domingos e “Kebamba”, ambos promotores da manifestação convocada para sábado (10) foram raptados, e espancados  na tarde de quarta-feira,  por indivíduos elementos a civil nas mediações do “Tanque” do Município do Cazenga em Luanda.


Fonte: Club-k.net


A acção foi chefiada por um elemento de nome “Raúl”, dirigente do Kaburcorp, muito ligado  a Bento Kangamba, membro do Comitê Central do MPLA. Após terem sido  espancados e   feridos  foram abandonados  nas imediações do aterro sanitário.


De acordo com o site centralangola7311.net, tudo começou quando  Mário Domingos e Kebamba, estavam a caminhar em direção ao tanque de água do Cazenga, local onde vai ser a concentração para a marcha de Sábado e onde se iriam encontrar com os jovens  Zala, Cavera e Luaty que lá os aguardavam.


O Mário e o Kebamba nunca chegaram ao seu destino pois foram raptados por “kaenche” que depois de lhes encherem de porrada, conjeturaram em voz alta mandá-los desta para melhor porque “estão a importunar o país”!


Depois de 30 minutos à espera os manos Zala, Cavera e Luaty, estranhando a demora, mas sem conseguirem entrar em contacto com o Mário, retiraram-se do local onde dizem ter sentido um clima extremamente pesado, de vigilância mal dissimulada no local. Estariam os irmãos Mário e Kebamba a ser levados para um terreno baldio na Terra Vermelha, onde, relatam no  vídeo que anexado a este artigo, se costumam levar criminosos para matar.


Os visados alegam ainda ter testemunhado ao telefonema de um dos “kaenches”  para o seu chefe, deixando deslizar o nome Bento e terem encontrado no ponto  “segundo homem do Kabuscorp”, senhor Raúl que terá ordenado: “matem esse indivíduo, com esse não vale a pena falar de dinheiro porque ele vai sair a denunciar!”



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: