Luanda - A UNITA deu entrada a semana passada de um recuso junto ao Tribunal Supremo, onde anexou no processo uma cópia do original do diário da República, em que a mesma é exonerado do cargo de Juíza, por despacho do então ministro da Justiça.


Fonte: Club-k.net

Advogada  faltou com a verdade

http://www.club-k.net/images/stories/opisicao%20suzana.jpgO maior partido na oposição, levou, no passado dia 9 de Março, o diário da República na 4º conservatória afecta ao Ministério da Justiça   onde foi se comprovou que o referido diário é original, e não falso como alegou Suzana Inglês, quando escreveu para o Supremo.


Em resposta, exposta num documento de sete pontos, e enviado ao Tribunal Supremo a advogada  alegou que a copia do Diário da República nº 9, II Série, de 4 de Março de 1994 apresentado pelo maior partido da oposição era falso.

 

É de salientar que o Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) que confirmou Suzana Inglês no cargo de Presidente da CNE alegou, de inicio, que a exoneração da mesma das funções de juíza na década de oitenta não teve efeito por não ter sido publicada em Diário da República. Para provar, o contrario, a oposição apresentou a copia do referido documento.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: