Bissau - Samba Djaló, ex-chefe das informações militares da Guiné-Bissau quando Zamora Induta foi chefe das Forças Armadas guineenses, foi assassinado a tiro em Bissau na noite de domingo, disseram à Lusa fontes diplomáticas.


Fonte: Lusa


samba djaloOutras fontes contactadas pela Lusa confirmaram a morte de Samba Djaló e disseram que o corpo já foi retirado da sua residência, enquanto vizinhos disseram à Lusa ter ouvido tiros cerca das 23:00 (mesma hora em Lisboa), na zona da casa de Samba Djaló.


Samba Djaló foi preso em 1 de Abril de 2010 juntamente com o então chefe das forças armadas, Zamora Induta, numa intervenção militar que conduziu António Indjai à chefia militar, e fora acusado pelo irmão de Baciro Dabó do assassinato deste ex-candidato presidencial em 2009.

 

Corpo na morgue do Hospital Simão Mendes

 

O corpo de Samba Djaló foi levado para a morgue do Hospital Simão Mendes, confirmou a Lusa no local.  Fonte do Hospital disse que o corpo apresentava pelo menos quatro sinais de balas e que estava muito «destruído», por ter sido alvejado com balas «das que rebentam dentro do corpo».


Segundo a mesma fonte, que precisou que as balas eram de calibre usado por militares, o corpo foi levado para a morgue do Hospital por bombeiros e por militares.

 

corpo samba djalo



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: