Luanda  -O músico Eduardo Paim há muito que prepara o seu regresso às lides artísticas. Dono de uma trajectória artística invejável, Eduardo Paim tem grandes canções como “Carnaval”, “Rosa Baila”, ou “Do Kayaya”, que são autênticos “hinos” para as gerações das décadas de 80 e 90.


Fonte: JA


Embora, ainda não tenha organizado um verdadeiro show à sua dimensão, Eduardo Paim está a fazer furor nas pistas de dança e nas rádios do país.


 O prestígio granjeado pelo “General Kambuengo”, pseudónimo artístico, remonta a 1990, altura em que atinge notoriedade no mercado português, com o disco “Luanda, Minha Banda”.


Um dos pontos altos da carreira conseguiu-o com a segunda obra, “Do Kayaya”. Em mais de 30 anos de carreira, Eduardo Paím editou “Luanda, Minha Banda”, 1991, “Novembro” (1991), “Do Kayaya” (1992), “Kambuengo” (1993), “Kanela” (1994), “Ainda a Tempo” (1995), “Mujimbos” (1998) e “Maruvo na Taça” (2006). Aguardemos agora, pelo rápido regresso.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: