Lisboa –  A  Universidade Independente de Angola (UnIA) sente-se embaraçada e procura perceber se se tratou de um erro técnico/humano   por parte da sua (antiga) estudante Ariovalda Eulália Gabriel “Ary”, em apresentar-se (no  perfil do seu facebook e entrevistas) como  licenciada  do curso de  comunicação social por  aquela instituição privada e com uma  pós-graduação pela  Universidade Metodista Meridional de Dallas.


Fonte: Club-k.net

UnIA quer que ela retome as aulas


A  Universidade reconhece que a cantora esteve a  estudar, o vulgo ano zero, em  2007, sob o processo 72313, onde teria   eliminado três das seis cadeiras que  lhe permitiriam concluir o ano propedêutico.  Logo a seguir, segundo registro daquela  instituição,  a mesma   nunca mais foi vista a freqüentar as aulas.


A UnIA entende que mesmo que Ariovalda Eulália Gabriel   estivesse a fazer o curso a distancia, também  não lhe   seria  possível  ter já concluído a  licenciatura em comunicação social  visto que o sistema de ensino por correspondência   começou agora e está em fase experimental.


No sentido de   não induzir o público  ao erro, aquela instituição  é de opinião  que Ary  deve retomar  as aulas para concluir o curso,  de modo a  corresponder com os dados do seu perfil acadêmico  ao qual  se  tem  apresentado pela  internet.

 

 

 

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: